A BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ALPIARÇA VAI FESTEJAR MAIS UM ANIVERSÁRIO

VISITE-A


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Chamusca (29,15%), Abrantes (20,93%) e Rio Maior (15,42%) foram os concelhos que mais cresceram

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém analisou o crescimento das exportações entre 2014 e 2015, tendo concluído que o distrito de Santarém registou um crescimento nas exportações de bens na ordem dos 5,92% em 2015, quando comparado com o ano de 2014. Em 2015 as exportações da região totalizaram 1,413 milhões de euros, enquanto que em 2014, as mesmas totalizaram 1,334 milhões de euros.
Quando se analisa as NUT´s III, o Médio do Tejo obteve um desempenho muito melhor (+8,67%) que a Lezíria do Tejo (+ 2,65%). No Médio Tejo, Abrantes (+20,93%), Constância (+9,44%), Ferreira do Zêzere (+ 9,34%) e Tomar (+9,15%), destacaram-se claramente no aumento das exportações de bens. Já na Lezíria do Tejo, a liderança foi da Chamusca (29,15%), seguindo-se Rio Maior (15,42%), Benavente (6,19%) e Santarém (6,15%).
Em termos absolutos, os concelhos que mais cresceram foram Abrantes (42,16 milhões), Rio Maior (15,221 milhões), Constância (13,47 milhões), Benavente (12,212 milhões), Santarém (9,034 milhões) e Torres Novas (7,36 milhões). Em sentido contrário, os concelhos com maior decrescimento absoluto foram Coruche (- 10,408 milhões), Salvaterra de Magos (- 5,728 milhões), Cartaxo (- 4,266 milhões), Vila Nova da Barquinha (- 1,491 milhões), Ourém (- 0,985 milhões) e Entroncamento (- 0,908 milhões).

Os dados do distrito são os seguintes:


Sem comentários:

Enviar um comentário