domingo, 23 de julho de 2017

ARTIGO DE OPINIÃO: Direito de serem respeitados

Por:
Rodolfo Colhe
Presidente da Juventude Socialista de
Alpiarça




Direito de serem respeitados
Muito se tem falado nas últimas semanas em racismo e em xenofobia, não só pelas declarações do Dr. Gentil Martins, como pelas declarações do Candidato do PSD/CDS-PP à Câmara Municipal de Loures, André Ventura. Se em relação ao primeiro há que dizer que ele tem todo o direito em dize-lo como todos os que o criticaram têm o direito de o fazer e é ai que está a liberdade de expressão. Pessoalmente, prefiro pensar que são já efeitos da idade. As declarações desta pessoa trouxeram para fora da toca muitas jovens mentes, já com cheiro a bafio que, infelizmente, tem espaço mediático para propagar o seu racismo, xenofobia e neste caso, homofobia. Estes problemas não estão erradicados nem lá perto diria, e há que perceber que não é por não contarmos em público anedotas que envolvam homossexuais que estamos a resolver o problema, é preciso, sim, perceber que a homossexualidade é algo normal e natural e tal como não devemos discriminar pela cor ou etnia não devemos discriminar pela opção sexual não se trata de gostar ou não gostar, trata-se de respeitar. Quanto a André Ventura, o caso é diferente e trouxe a nu pensamentos que em pleno século XXI já não deveriam existir mas a verdade é que existem e pelos vistos numa quantidade ainda muito elevada. Na minha opinião este é apenas mais um exemplo da “trumpização” da política, mais um exemplo claro de um candidato que “escolhe” uma temática sensível e que ataca o tema sem nenhum pudor, nem sensibilidade tentando usar no fundo os medos de uma franja da população para daí conseguir retirar votos. Neste caso em concreto nem os timings foram ao acaso, aliás nesta forma de fazer política os timings e a comunicação são tudo, tudo foi preparado para ter impacto tornando muito difícil que algum cidadão de Loures não tenha contacto com a informação. Mas outras análises podem ser feitas, nomeadamente, que esta foi mais uma bomba a cair no colo de Pedro Passos Coelho e mais uma vez ao jeito daqueles indivíduos menos coordenados, lá a bomba lhe saltou de uma mão para a outra até rebentar e lhe ferir ainda mais a imagem. Já o CDS muito habituado a descartar-se de responsabilidades, rapidamente, decidiu e bem retirar o apoio, mesmo que isso não pague que de facto o apoiaram e defenderam e com toda a certeza o candidato não mudou a sua génese do dia para a noite.

A minha grande preocupação com estas temáticas prende-se com o facto de pessoas que possuem espaço mediático inflamem a opinião de outros contra minorias, num estilo e consequências diferentes mas num raciocínio pouco diferente daquele que é tido por grupos terroristas que fazem enormes diferenciações sobre indivíduos. Todos diferentes, todos iguais, poderá ser um chavão mas é, sem dúvida, um chavão correcto.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Pelas ruas de Alpiarça



Pelas ruas de Alpiarça, em contacto com a nossa gente, a CDU avança, com muita força, com confiança!
No final da tarde de hoje, ao terceiro dia de campanha porta-a-porta, quatro dezenas de candidatos e apoiantes da CDU na rua, com muita juventude e animação.

A nossa política de proximidade visa sobretudo os interesses de todos!


Recuperar o Orgulho | Junto de Si

Hoje, quarta feira, foi mais um dia " Junto de Si" ! Entre as 14H00 e as 18H00, na sede do PS | Sónia Sanfona, tivemos oportunidade de acolher e ouvir alguns munícipes como tem sido habitual ao longo destes meses! 

A nossa política de proximidade visa sobretudo os interesses de todos! 

Mais uma vez,  foi apresentado por alguns munícipes a situação da negligência, no que se refere à gestão e recolha do lixo doméstico! Passamos a citar - " Sabe, Alpiarça não é só a zona centro, é que esquecem-se de outras zonas! Venha lá ver! 

E fomos! Sem bandeiras, sem folhas repletas de promessas eleitorais e/ou inverdades sobre projectos que foram na maioria financiados por programas comunitários. 

Também fomos, porque o nosso gabinete, chama-se " RUA"! Estamos "totalmente" empenhados em ouvir, ver e falar a verdade.

Paralelamente, as várias partilhas, opiniões dos diferentes munícipes que nos visitaram, alertam para a necessidade da manutenção dos espaços verdes! Foram esquecidos?

O que é a realidade? É na verdade, estarmos próximos de todos os munícipes. 

Visite o nosso site | www.soniasanfona2017.com | Utilize o mesmo para apresentar a sua opinião, críticas e/ou projectos que focados no desenvolvimento de Alpiarça.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

DELIBERAÇÕES DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL, REALIZADA NO DIA 14 DE JULHO DE 2017



DELIBERAÇÕES DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL, REALIZADA NO DIA 14 DE      JULHO DE 2017

Mário Fernando Atracado Pereira, Presidente da Câmara Municipal, faz saber, em cumprimento do disposto no n.º 1 do Artigo 56º, da lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, as deliberações da Reunião N.º 13/2017, da Câmara Municipal, que teve lugar no dia 14 de Julho de 2017.---------------------------

-----------------------------------------------------ORDEM DO DIA-----------------------------------------------

Ponto 1 -  Agradecimento no apoio da 4ª Caminhada Noturna----------------------------------------
APEEA - Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de José Relvas------------------------------------------------------------------------------------------
Para Conhecimento:-----------------------------------------------------------------------------------------------
Tomou-se conhecimento.-----------------------------------------------------------------------------------------

Ponto 2 - Protocolo de Colaboração "Planos e Projetos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar" - CIMLT - Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo--------------------
Para Ratificação:---------------------------------------------------------------------------------------------------
Ratificação aprovada por unanimidade.----------------------------------------------------------------------

Ponto 3 - Licença especial de ruído para o evento dos "Santos Populares", que se realizou de 23 para 24 de Junho de 2017, das 20h às 02h, na Praça do Município, em Alpiarça.-------
Solicitam isenção de taxas.--------------------------------------------------------------------------------------
Requerente: Clube Desportivo "Os Águias"-----------------------------------------------------------------
Para Ratificação:---------------------------------------------------------------------------------------------------
Ratificação aprovada por maioria com a abstenção do Vereador António Moreira. Foi autorizada a isenção de Taxas.---------------------------------------------------------------------------------

Ponto 4 - Licença especial de ruído para um evento das "Festas de Verão", que se realizou de 7 a 10 de Julho de 2017, das 18h às 02h, no recinto das Festas no Casalinho.--------------
Solicitam isenção de taxas.--------------------------------------------------------------------------------------
Requerente: Centro Popular de Cultura e Recreio do Casalinho--------------------------------------
Para Ratificação:---------------------------------------------------------------------------------------------------Ratificação aprovada por maioria com a abstenção do Vereador António Moreira, que fez declaração. Foi autorizada a isenção de Taxas.-----------------------------------------------------------

Ponto 5 - Reconhecimento de Interesse Público Municipal---------------------------------------------
Requerente: Augusto dos Santos Sá-------------------------------------------------------------------------
Para Deliberação:--------------------------------------------------------------------------------------------------
Registada a ausência do Vereador Manuel Colhe.--------------------------------------------------------
O ponto foi retirado para clarificação de alguns aspetos referentes ao momento da instalação  da exploração no Concelho, bem como à exigência da transferência da Sede Social para Alpiarça.-----

Ponto 6 - Reapreciação do Processo de Obras Particulares n.º 5/2017 - Construção de Anexo
Requerente: Daniel Pereira da Rocha------------------------------------------------------------------------
Para Deliberação:--------------------------------------------------------------------------------------------------
Indeferimento aprovado por maioria com a abstenção do Vereador António Moreira, de acordo com as informações técnica e jurídica.-------------------------------------------------------------

Ponto 7 - Proposta para Hasta Pública para concessão do direito de ocupação da loja n.º 17 do Mercado Municipal de Alpiarça-------------------------------------------------------------------------
Município de Alpiarça - Sr. Presidente---------------------------------------------------------------------------------
Para Deliberação:--------------------------------------------------------------------------------------------------
Aprovado por unanimidade.----------------------------------------------------------------------------
Ponto 8 - Requerimento apresentado a solicitar o pagamento da taxa de ocupação da loja n.º 4 do Mercado Municipal, em prestações nos termos do art.º 19 do Regulamento de Taxas e Licenças, e solicitação de autorização para união de 2 lojas no Mercado Municipal. (loja 4 e 5)
Requerente: Vera Lúcia do Norte Neves Ferreira--------------------------------------------------------

Para Deliberação:--------------------------------------------------------------------------------------------------
Aprovado por unanimidade o pagamento em 24 prestações.------------------------------------------

Aprovado por unanimidade a união das 2 lojas.-----------------------------------------------------------
---Para geral conhecimento, se publica o presente Edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume e publicado no site da Câmara Municipal-----------        

GRIF 2 de Santarém em trânsito para a Guarda.



GRIF 2 de Santarém em trânsito para a Guarda. BV Almeirim, BV Abrantes, BV Samora, BV Pernes, BV Constância, BM Sardoal, BV Torres Novas e BM Santarém.
«De: Filipe Almeirante»

GRANDE PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATOS E APOIANTES


A campanha de contactos porta-a-porta da CDU Alpiarça avança pelos lados da Gatinheira e do Carvalhal, com grande participação de candidatos e apoiantes e a genuína alegria de falarmos com a nossa gente, com os vizinhos e amigos, que desde sempre conhecemos.

Somos feitos de sonhos


Recuperar o Orgulho

Assembleia de Freguesia

São 66 candidatos! Somos feitos de sonhos.

O que é a realidade? É a nossa paixão por Alpiarça.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Bombeiros de Alpiarça no incêndio de Vale de Açor, Bemposta Abrantes





Lute respeitando o seu limite e conquiste sua liberdade...
Luta não é sinonimo de ( briga), temos que batalhar todos os dias por nossa tão sonhada felicidade por uma causa tão nobre , temos que ter paciência respeitar nossos limites, não ganharemos todas as batalhas e nem tudo acontecerá no nosso tempo, alcançar a liberdade para continuar a trabalhar que todos juntos seremos mais fortes para que nos faça ser ainda mais fortes e humildes."
«Fotos e texto de Sara Fábio Dias»

Proposta para os nossos jovens


Recuperar o Orgulho

Queremos ser uma vila dinâmica que incentiva à participação activa dos jovens.

Como?

Brevemente no nosso site | www.soniasanfona2017.com
 apresentamos uma proposta para os nossos jovens.


Esteja ligado!

ALPIARÇA ESTÁ MAIS BONITA




Ajudar o Águias



Caro Associado
Com o objetivo de reforçar a tesouraria do Clube vamos estar, mais vez, no Festival do Melão com uma Tasquinha.
Como sabem será mais uma iniciativa que ocupa tempo livre de todos mas fazemos com muito agrado pata projetar o Clube que é de todos e queremos que resulte em fundos para o Clube.
Para tal precisamos também da colaboração de todos para irem até lá almoçar, jantar, lanchar ou simplesmente beber um refrigerante.
Esse será um grande contributo que está ao alcance de todos os sócios e amigos do Clube.
Ficam por isso convidados a experimentar as nossas iguarias.
Esperamos por vocês.
A Direção do Clube

GRANDE ARRANQUE DA CDU


UM GRANDE ARRANQUE DA CAMPANHA DE CONTACTOS PORTA-A-PORTA DA CDU EM ALPIARÇA 
Julho de 2017

REFORÇAR A CONFIANÇA 
CUMPRIR O RUMO

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Cada vez mais bonita a Vala de Alpiarça






Cada vez mais bonita a Vala de Alpiarça junto ao Parque do Carril. 
A Câmara Municipal de Alpiarça procede aos trabalhos de limpeza do leito (retirada da erva-pinheirinha e de algas infestantes) e das margens da Vala-Real, no troço compreendido entre a ponte do Casal Branco e o açude junto à Ponte d' Alpiarça.
São evidentes as melhorias introduzidas nesta entrada da vila, com a pintura da Ponte, a elevação do açude, permitindo um melhor plano de água, a constante limpeza da Vala e a requalificação do Parque do Carril e do mercado da fruta.
«MP»

O MELÃO ESTE ANO É BOM, O NEGÓCIO É QUE ESTÁ FRAQUINHO


Em vésperas de mais um Festival do Melão de Alpiarça, visitámos o mercado da fruta no parque do carril em Alpiarça, onde certame vai decorrer de 21 a 23 de julho. O movimento dos tratores, reboques e camiões carregados de meão e melancia mostra que a campanha já está em pleno.
Vencedora do concurso do melhor melão do Festival do ano passado, Florbela Arraiolos estava visivelmente satisfeita com o negócio que acabara de fazer: “Acabei de vender quase uma tonelada e meia de melão para a Suíça”.
“Este ano a produção e a qualidade do melão são muito boas, as chuvas da primavera e o calor deste verão ajudaram a fruta a amadurecer quase um mês mais cedo, o que nos deixou em igualdade com a concorrência da fruta espanhola”, diz-nos Florbela Arraiolos. As suas maiores queixas dizem respeito aos preços para revenda que, nesta terça-feira, rondavam os 25 cêntimos/kg para o melão e os 15 cêntimos para a melancia, mas já estiveram mais baixos. “É muito pouco, tudo o que for abaixo dos 50 cêntimos já não compensa os custos desta seara dispendiosa”, afirma a agricultora que, juntamente com o marido, Rui Arraiolos, exploram 2,5 hectares de terra no Mouchão do Veiga. No ano passado, foram nos vencedores do concurso do melhor melão e ficaram em 3.º lugar no concurso da melhor melancia, mas já tinha vencido outros lugares cimeiros em anteriores concursos organizados pelo Festival do Melão de Alpiarça.
O segredo da qualidade do seu melão? Floresbela Arraiolos responde que “é com muito trabalho e dedicação, trabalhando todos os dias, incluindo fins de semana e feriados; e depois temos a experiência de fazer estas searas há mkuitos anos, seguindo os passos dos nossos avós que já faziam searas de melão por estes campos do Ribatejo até Vila franca de Xira”.
“O melão é muito bom este ano, o tempo ajudou a amadurecer mais cedo, mas os preços nem por isso”, lamenta Lucília Coutinho que, juntamente com o filho David Coutinho, cultiva uma seara de 5 hectares na lezíria de Alpiarça e que já ficou em 2.º lugar nos concursos do melhor melão e melancia.
“Agora temos também a concorrência dos nossos vizinhos alentejanos e ainda dos marroquinos que evoluíram muito nestes anos e já estão a ganhar no mercado; nós por cá ficámos parados e agora é que é correr para apanhá-los”, afirma esta seareira.
“Veja o que se passou esta semana em Salvaterra, com os produtores a despejarem toneladas de batatas no estacionamento dos supermercados, em protesto pelos preços baixos que a distribuição lhes paga”, afirma Lucília Arraiolos, solidária com os colegas agricultores. “É tudo importado, e nós somos aniquilados pela concorrência”, queixa-se a produtora, defendendo que deveria dar-se primazia ao consumo dos produtos nacionais.
“O nosso problema começa nos agricultores que não são leais uns com os outros, não são capazes de se unir e concertar os preços frente aos armazenistas e intermediários; há sempre um ou outro que baixa uns cêntimos para passar a perna ao vizinho, mas todos acabamos a perder no negócio”, afirma Lucília Coutinho, lamentando a “falta de camaradagem dos produtores de Alpiarça”.
“Os nossos agricultores têm sempre dificuldades em escoar a produção, alguns já trabalham com as cadeias de distribuição, mas há muitos pequenos agricultores que ainda vendem sobretudo aos retalhistas e intermediários no mercado do Carril”, afirma o presidente da Câmara de Alpiarça. Daí o esforço da Câmara na organização do Festival do Melão que vai ser um momento de grande animação e de promoção do melão de Alpiarça, entre os dias 21 e 23 de julho no mercado da fruta do Parque do Carril.
“Pretendemos dar visibilidade mediática a este produto de excelência do concelho, e assim contribuir para a economia local”, adianta o autarca.
Mário Pereira recorda as tentativas falhadas de promover o associativismo dos produtores de Alpiarça, de forma a permitir criar escala e assim ter maior poder negocial junto da distribuição e dos retalhistas. “A Câmara está disponível para ajudar os agricultores, mas têm de se associar e criar uma organização de produtores que defenda os seus interesses e que inclusive sirva de interlocutor junto da Câmara e da Junta de freguesia na organização do Festival do Melão”, afirma Mário Pereira, reiterando o desafio aos produtores para que se organizem, contando desde já com a disponibilidade da autarquia para os apoiar nesse importante passo ,do ponto de vista institucional e com apoio logístico.
«Texto e foto do Semanário 'O Ribatejo'»

ALPIARÇA RENOVA IMAGEM URBANA



Com as obras do Jardim Municipal já em curso, a Câmara de Alpiarça avança com outros projetos no âmbito da regeneração urbana, entre os quais se destaca a reabilitação e modernização do mercado municipal.
A requalificação e ampliação do Jardim Municipal Dr. José Relvas, que vai ficar com mais do dobro da atual área, representa um investimento de 340 mil euros, 85% dos quais comparticipados pelos fundos comunitários e o restante pelo Município.
“É um esforço significativo, atendendo às limitações financeiras a que ainda estamos sujeitos, com o cumprimento do plano de saneamento financeiro do Município,- iniciado em 2011 e que só terminará em 2021”, afirma o presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira. No âmbito deste plano de saneamento, o Município já reduziu cerca de 35% do endividamento, tendo amortizado cerca de 4,5 milhões de euros de dívida. “Agora, o que mais pesa nas finanças do Município é o serviço da dívida que absorve anualmente cerca de 1,3 milhões de euros, entre amortização de capital e juros, o que representa uma fatia importante do orçamento anual do Município que ronda os 8 milhões de euros, metade dos quais é para suportar as despesas com pessoal.
O facto das obras recaírem nestes meses finais do mandato, é justificado pelo autarca com “os atrasos provocados pela substituição do quadro comunitário de apoio e pela mudança de governo, que nos deixaram sem fundos comunitários durante quase três anos, e é sabido que a maioria dos municípios não tem capacidade para fazer investimentos sem fundos comunitários”.
“O Jardim Municipa15l deverá ficar concluído no próximo mês de setembro e contamos ter em breve aprovada a candidatura que apresentámos aos financiamentos comunitários para a requalificação do mercado municipal e do espaço adjacente no Largo Dr. José Simões”, afirma Mário Pereira. Uma obra que custará cerca de meio milhão de euros e que irá modernizar o velho mercado municipal, tornando-o um espaço polivalente que possibilite diversificar a sua utilização.
O Município de Alpiarça está também empenhado em diversos projetos na Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. “No âmbito da contratualização entre os municípios da CIMLT, Alpiarça irá acolher o projeto da construção de uma nova unidade de cuidados de saúde continuados para servir os municípios da Lezíria. Um equipamento social que irá representar um investimento de 900 mil euros e que terá um modelo de gestão que envolverá as IPSS do concelho.
Mário Pereira realça o compromisso já assumido pelo Governo no sentido do Ministério da Educação assegurar o financiamento da componente nacional das obras de requalificação global da Escola EB 2,3 e secundária Dr. José Relvas em Alpiarça. Segundo o autarca, há muito esta obra já é reclamada pela comunidade escolar e pela autarquia, atendendo a que a escola foi construída há mais de 40 anos e carece de profundas obras de requalificação.
“No âmbito da transferência de competências do Ministério da Educação para o Município, recebemos esta escola no mandato do meu antecessor, sem que primeiro se tivessem realizado as obras e sem termos a garantia de que o Governo iria suportar o valor não comparticipado pelos fundos comunitários, compromisso que só agora conseguimos do Governo, após uma negociação complexa”, afirma Mário Pereira. Ainda assim, a autarquia vai ter de repartir com o Ministério da Educação os 15% da componente nacional deste investimento comparticipado em 85% pelos fundos comunitários. “Entendemos que deveria ser o Estado a suportar o financiamento nacional, porém, sem este compromisso não teria sido possível avançar agora com o projeto de forma a iniciar as obras em 2018.
«Texto e foto: 'O Ribatejo'»

ARTIGO DE OPINIÃO: Meio cheio ou meio vazio?

Por:
Rodolfo Colhe
Presidente da Juventude Socialista
de Alpiarça



Meio cheio ou meio vazio?

Ser generalista e vago é, sem dúvida, uma forma fácil de falar sobre muito sem dizer nada, todas as pessoas usam essa “técnica”, e os políticos não fogem desse grupo. Mas em período de eleições essa “técnica” é ainda mais utilizada com o objectivo de prometer tudo não prometendo nada. É muito fácil deixar os outros pensarem que prometemos algo quando na verdade falamos apenas nisso. Para não falar nas meias verdades em que se atua sobre um problema mas sem tocar minimamente naquilo que é o problema e naquilo que interessa, parece quase aquele tipo que almoçou com o Luís Figo, na verdade ele até almoçou e o Luís Figo também almoçou e o restaurante até era o mesmo, a mesa é que não, nem nunca falaram um para o outro. Nesta fase procura-se a forma mais fácil de agradar e procura-se não ser desagradável mesmo que todos saibamos que é necessário por vezes ser desagradável, há um exemplo muito claro e que se adapta à nossa terra, o grande chavão de que pagamos IMI mínimo. É agradável para os Alpiarcenses pagar o IMI mínimo mas será que um dia não teremos de passar do mínimo para o máximo por incumprimento das nossas responsabilidades? Atenção que não o estou a afirmar mas estou a dizer e isso afirmo que poderá acontecer um dia. Vivemos no fundo numa campanha de chavões, vamos apostar na reabilitação urbana, e isso é o quê? Vamos só disfarçar fachadas ou vamos tentar atrair pessoas que comprem casas que necessitem de restauro? Vai a autarquia assumir essas despesas e “explorar” esses espaços? Ou estamos apenas a falar de vias de circulação? Vamos atrair investidores? Sim, mas para quê? Para a agro-indústria? Para áreas tecnológicas? Ou apenas para investir no turismo? E o turismo será através da caça e da pesca? Turismo gastronómico e dos nossos maravilhosos vinhos? Exploração da natureza? Poderia procurar dezenas de exemplos com dezenas de respostas mas vou àquilo que estou mais perto de dominar, o desporto, vamos apostar no desporto, mas em quê? E como? Será no desporto feminino que mais uma época passará sem que se inicie uma modalidade colectiva feminina em Alpiarça. Vamos novamente achar que gastar rios de dinheiro em profissionais é caminho ou será finalmente o desporto, o objectivo para todos?  Não seria necessário exagerar e pedir um nível de especificidade igual ao de um vereador ainda hoje no activo e que segundo parece será recandidato que fez bandeira de devolver dois sentidos a um percurso de 200 metros. Há tantos assuntos importantes, tantas matérias sensíveis, tanto presente e tanto futuro pela frente, tanto de construtivo para ser dito para a campanha se resuma a chavões por algumas partes. O tempo já não é muito mas ainda podemos terminar em bem o que começou mal.
Apesar de não conseguir acreditar que todos pensem como eu, Alpiarça tem tudo para ser um óptimo sitio para morar e para construir uma vida.

domingo, 16 de julho de 2017

CDU: CAMPANHA DE CONTACTOS PORTA-A-PORTA






Campanha de contactos porta-a-porta no âmbito das próximas eleições autárquicas de 1 de Outubro. 
Foi uma jornada muito participada por candidatos e activistas da CDU Alpiarça, pelas ruas da vila e junto de estabelecimentos comerciais , com o contacto de proximidade com a nossa população. 


Recuperar o Orgulho

Ainda não conhece os nossos 66 candidatos?
Todos os dias vamos apresentar, na página oficial, a lista dos candidatos que compõem este magnífico projecto autárquico e que estão ao dispor de todos os Alpiarcenses.

Assembleia de Freguesia

Nº12  Célia Leandro | 43 anos | Operadora de hipermercado
Nº13   Catarina Pestana | 24 anos | Prep. prod.congelados
Nº14   Nilton Arsénio | 35 anos | Servente
Nº15  Maria J.Rodrigues | 58 anos | Auxiliar acção educativa
Nº16  Orlando d`Avó  | 46 anos | Bombeiro

sábado, 15 de julho de 2017

CAMPANHA DE CONTACTOS DE PORTA-A-PORTA DA CDU



Um grande arranque da campanha de contactos porta-a-porta da CDU, na manhã deste Sábado, pelas ruas de Alpiarça. 
Como sempre, uma presença de proximidade, identificada com as pessoas, olhos nos olhos com a nossa gente.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

APRESENTAÇÃO DA CDU


Ainda não conhece os nossos 66 candidatos?



Recuperar o Orgulho

Ainda não conhece os nossos 66 candidatos?

Todos os dias vamos apresentar, na página oficial, a lista dos candidatos que compõem este magnífico projecto autárquico e que estão ao dispor de todos os Alpiarcenses.

Assembleia de Freguesia
Nº7  Teresa Freitas | 47 anos | Politologa
Nº8  Tiago Lopes | 27 anos | Engenheiro de projectos
Nº9  Maria Regina Caetano | 56 anos | Enóloga 
Nº10  Marta Piscalho | 36 anos | Téc.Superior de Museologia 
Nº11  António Tendeiro | 52 anos | Profissional de Seguros 

Obrigado! Nós acreditamos!

REFORÇAR A CONFIANÇA - CUMPRIR O RUMO




Reunião de candidatos da CDU para análise e discussão da situação política local e preparação da campanha eleitoral para as autárquicas de 1 de Outubro, na noite de ontem, no Espaço CDU. 
REFORÇAR A CONFIANÇA 
CUMPRIR O RUMO
«M.P.»