terça-feira, 21 de janeiro de 2020

AVENIDA DO PLANALTO ESBURACADA







O problema não é esburacar a maior avenida de Alpiarça
O problema é o tempo que levam a tapar e a concluir as obras

CASA DOS PATUDOS - MUSEU DE ALPIARÇA ATINGE NOVO RECORD NO ANO DE 2019



Contrariando a tendência nacional da grande parte dos Museus, a Casa dos Patudos - Museu de Alpiarça, continua a aumentar o número de visitantes, atingindo em 2019 o número record de 11,503 o que corresponde a um aumento de 3% face a 2018. Os países que mais visitam a Casa são: a França, Brasil, e Espanha, sendo que as nacionalidades registadas correspondem a 49 países, provenientes da Europa, América do Norte e do Sul, Ásia e África.

De destacar o esforço do Conservador da Casa dos Patudos e de toda a sua equipa, assim como do Gabinete de Turismo, no sentido desta divulgação junto do grande público, que tem contribuído, para cimentar o seu lugar de destaque no Património Nacional, afirmando-se, ao longo dos últimos anos como um produto turístico de excelência, referenciado cada vez mais nos meios de comunicação social, pela História e pela Cultura que lhe está associada.
A melhoria na promoção turística e divulgação junto de um público mais abrangente e diversificado têm contribuído para que a Casa seja reconhecida como um ponto de visita obrigatória, levando até si, e de forma crescente turistas nacionais e internacionais.
Reforçando a sua importância e magnitude, a Casa dos Patudos é considerada por muitos especialistas como um dos mais importantes museus municipais do país e uma referência no Património Nacional.
«CMA»

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

PARLAMENTO DOS JOVENS - DEBATE COM O DEPUTADO DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, ANTÓNIO FILIPE, SOBRE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E NO NAMORO



Decorreu esta manhã, dia 20 de Janeiro de 2020, no auditório Mário Feliciano na Biblioteca Municipal de Alpiarça, o Parlamento dos Jovens, com alunos do concelho de Alpiarça, onde esteve em debate a violência doméstica e no namoro. O debate contou com a participação do deputado António Filipe, assim como, do Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, Mário Fernando A. Pereira, da Presidente da Junta de Freguesia, Fernanda Cardigo e da Diretora do Agrupamento de Escolas de José Relvas, Isabel Silva.
«CMA»

ARTIGO DE OPINIÃO: O que aí vem parte II

Por: Rodolfo Colhe
O que aí vem parte II


Tal como já tinha dito no artigo anterior o ano de 2020 será muito importante para definir os próximos anos, e o partido Socialista e Alpiarça não são aqui exceção.
Se no caso do PS o Congresso Nacional não significará o fim de uma liderança, nem se espera uma candidatura forte contra António Costa, possivelmente Daniel Adrião vai continuar a ser o único opositor. O que vai ser dito será relevante aguardando-se a forma como o Secretário-Geral adjunto, José Luis Carneiro, irá tentar marcar o congresso, mas também as movimentações para as autárquicas e presidenciais.
Mas antes do Congresso Nacional teremos dois momentos de política interna que não são de todo irrelevantes, falo das eleições das concelhias e das eleições federativas. Começando pelas segundas que por vezes dizem pouco a quem não é militante, elas são importantíssimas uma vez que os Presidentes de Federação têm à partida imenso poder para influenciar decisões, mas principalmente para fomentar dinâmicas internas de vitória no partido.
Na Federação Distrital de Santarém teremos, imagino eu, apenas uma candidatura, de um amigo que apesar de jovem é já um indivíduo experiente, o Hugo Costa. Confirmando-se o cenário, terá pela frente um mandato difícil até porque será sempre um mandato de mudança após uma liderança longa do António Gameiro. Na minha ótica é mais que natural a existência de alguma renovação e a alteração de alguns métodos de trabalho, não que antes estivesse mal, simplesmente não há pessoas iguais acredito que o Hugo sabe que terá de ser igual a si mesmo e não igual a mais ninguém e só posso desejar-lhe boa sorte.
As eleições nas concelhias já dizem mais à população no geral, e quando isso não acontece é um péssimo sinal. Não devemos negar que as direções das concelhias são importantíssimas para definir as candidaturas autárquicas, quem se quiser apresentar como verdadeira alternativa terá que o mostrar o quanto antes, quem está de fora do poder ou tem o poder em risco, precisa de um 2020 em altas ou dificilmente atinge os seus objetivos.
Falando concretamente de Alpiarça não será só o PS a ter de tomar decisões importantes, na CDU essas decisões são igualmente importantes, talvez até mais difíceis, pois há que encontrar o sucessor do professor Mário Pereira. Mais difícil se torna esta sucessão por não existir um sucessor natural.
Imagino um 2020 bastante agitado, ou pelo menos espero que seja, era bom sinal.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

INSCRIÇÕES - CORSO CARNAVALESCO DE ALPIARÇA 2020



INSCRIÇÕES - CORSO CARNAVALESCO DE ALPIARÇA 2020
23 DE FEVEREIRO

Estão abertas as inscrições para participação no Corso Carnavalesco 2020, de 15 de Janeiro a 07 de Fevereiro. Não se atrase inscreva-se agora!
Aceda aqui às normas de participação e ficha de Inscrição: https://bit.ly/2tkhrEb

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

CRIANÇAS DO JARDIM DE INFÂNCIA CANTAM AS JANEIRAS NA CÂMARA MUNICIPAL



As crianças do Jardim de Infância foram aos Paços do Concelho cantar as "Janeiras" aos trabalhadores e eleitos autárquicos da Câmara Municipal de Alpiarça.
Obrigado pela visita e pelos votos de Bom Ano.
Da nossa parte retribuímos: um excelente Ano Novo de 2020 para todos!

«CMA»

sábado, 11 de janeiro de 2020

ARTIGO DE OPINIÃO: EQUIPA DA ALPIARÇA TV DESLOCA-SE AOS "FRADES" ALPIARÇA

Por:
Carlos Pinto

Equipa da Alpiarça TV deslocou-se para Frades no concelho de Alpiarça para filmarem crateras abertas por asteróides ou meteoritos nalgumas artérias da aldeia de Frades, no concelho de Alpiarça.
Hoje mesmo em reunião de câmara, vereador António Moreira no início da sessão, questionou como pretende a câmara minimizar os buracos abertos e os estragos causados no pavimento, não só pelos asteróides que caíram hoje no local, mas que, vá-se lá saber porquê, há anos e anos atingem e fustigam várias artérias daquela aldeia ribatejana, sendo nalguns casos os buracos maiores que as próprias ruas. Moradores há que já puseram as suas habitações à venda com medo que os asteróides atinjam também as suas habitações e não apenas as ruas da aldeia.

Presidente da edilidade, Mário Atracado, em declarações à Alpiarça TV, referiu que não se lembra bem quando, mas sabe que já foram feitas algumas intervenções em algumas ruas e ruelas da aldeia para minizarem os estragos, mas sem fundos comunitários, sem arame ou pilim e sem projetos, não vislumbra que se possam fazer melhoramentos de qualquer natureza nas ruas de Alpiarça ou das aldeias concelhias, nos próximos tempos.
Admirado, o repórter perguntou-lhe se não haveria ao menos um pouco de brita, pó de pedra, ou saibro para minimizar os problemas que afetam os moradores e a impossibilidade que sentem de chegarem às suas casas sem partirem uma perna, ou rebentarem com os pneus dos carros, perguntaram ainda se ele iria dormir descansado, já que está à beira de terminar o mandato e pouco ou nada deixa feito em Alpiarça, podendo mesmo bater todos os records de inércia.
Como ex-desportista federado, respondeu que records era o que mais gostava de bater e noites sem dormir não passa, porque lá por casa há sempre um xanax na mesinha de cabeceira, ou na sua falta um chá de tília.

NOVIDADES


sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

"Artes e Labores", Exposição Coletiva pelas alunas da Academia Sénior de Alpiarça

No átrio da Biblioteca Municipal vão estar expostos, até ao final do mês de janeiro, um conjunto de belos trabalhos, de várias expressões artísticas, realizados pelas alunas da Academia Sénior de Alpiarça - ASAL.

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

CHOCANTE ABATE DE CHOUPOS NO PATACÃO





"Numa época tão sensível em questões ambientais, quando se viveram tempos de cheia em alguns locais do nosso país, após as tempestades de Dezembro de 2019. Gostaria de obter explicações ou simplesmente apresentar a minha enorme indignação pelo abate dos Choupos na zona do Patacão – Alpiarça.

"Sou neta de naturais de Alpiarça e conheço muito bem a região por onde passeio com regularidade. Por isso, foi com enorme sentimento de horror que constatei no primeiro dia de Janeiro de 2020 o verdadeiro ATENTADO Ambiental praticado.

Neste, outrora belo local perto do rio, foram “Decepadas” abatidas cerca de 30 Árvores – Choupos. Saliento que os mesmos serviam de barreira para possíveis cheias e encontram-se fora do terreno de cultivo habitualmente de milho e delimitado por uma rede. Os mesmos ladeavam uma estrada de terra. Saliento que já anteriormente tinham sido arrancados os cedros que alternavam com estes choupos e constituíam uma importante moldura verde. 

Desconheço o motivo deste atentado e se quem o cometeu teve autorização do município para esta terrível acção. Possuo fotos de anos anteriores que retractam este local quando ainda se destacava pela sua grande beleza.
Não me parece que as referidas árvores constituíssem algum impedimento para os sistemas de rega dos campos adjacentes – a utilizar expressores. Já verifiquei também que nos campos de Alpiarça têm sido cortadas um grande número de árvores, algumas bastante antigas, nos campos de cultivo para que as estruturas de rega não tenham impedimentos descaracterizando assim toda a paisagem ao longo das margens do rio Tejo.

Neste local do Patacão acho que foram longe demais. Estou chocada com a passividade e ausência de intervenção/protecção.

Julgava existir uma preocupação ambiental generalizada nas autarquias, mas não deve passar de mera propaganda política em períodos eleitorais ou intenções para candidaturas a fundos.

Alpiarça perdeu assim mais uma parte do seu interesse paisagístico característico e diferenciador.


PS: Remeti para as entidades oficiais do município (presidente e vereador com pelouro do ambiente) esta minha exposição.


Atentamente,
Sandra Jacob"

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Mostra Fotográfica "Ando a pensar nisto" de Luísa Baeta


"Ando a pensar nisto: no andar apenas por andar, para andar, andar sem saber para onde estou a ir [...] Não são os percursos, nem as distâncias que percorro, nem o tempo que demoro que me movem, mas o sair, passear, o que absorvo, o que observo, o que contemplo, o que encontro e tudo o que isso me traz a cada regresso."
Luísa Baeta
Mais informações aqui

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

ONDE ESTÃO OS ANUNCIADOS INVESTIMENTOS PÚBLICOS EM ALPIARÇA?




Onde estão ou quando começam os anunciados investimentos públicos no valor de vários milhões de Euros em Alpiarça?

Quando começa a:

Requalificação do antigo edifício da Câmara Municipal de Alpiarça/actual Posto da GNR?


Quando começa as obras de conservação e melhoramentos da Escola do Agrupamento José  Relvas na Avenida da Casa do Povo?




Quando começa a construção do novo Quartel da GNR?

Quando começa a reconstrução das antigas casas de habitação do Estádio Municipal de Alpiarça (foto)?

Quando acabam as obras de requalificação do Mercado Municipal de Alpiarça?




Para "meados do ano corrente" para estarem concluídas em 2011, ano de eleições?

Para a CDU mostrar que fez "qualquer coisa"?

Ou nunca serão feitas?

Graças aos politicos da  CDU/PCP e PS, Alpiarça dificilmente conhecerá o que será  desenvolvimento.

Foi a CDU e o PS que destruíram o que de bom havia em Alpiarça.

Alpiarça era um terra desenvolvida quer em termos comercias quer industriais.

Hoje não passa de uma aldeia vermelha





ARTIGO DE OPINIÃO: O que aí vem

Por:
 Rodolfo Colhe

O que aí vem
Parte I


O ano de 2020 será na minha ótica muito importante na definição do que serão os próximos anos na política portuguesa. A importância deste ano poderia ser medida pelo simples facto de que teremos 2 orçamentos de estado para aprovar e assumo com esta declaração que acho que o primeiro irá ser aprovado, mas há muito mais do que isso.
Os resultados das eleições internas no PSD e CDS serão importantíssimos para os próximos anos e ninguém pode negar isso. No caso do CDS, talvez mais do que o vencedor que pode significar o afirmar de uma das vertentes ideológicas do partido, será importante perceber até que ponto ficaram “esfrangalhados” e até que ponto existirá migração de quadros derrotados para outros partidos.
No caso do PSD a música é outra, caso Rui Rio seja o vencedor reforça e muito a sua posição independentemente se ganha por goleada ou por 1-0. Para o delfim de Pedro Passos Coelho, Luís Montenegro, é um tudo ou nada pois ser duas vezes derrotado poderá mesmo ser o fim das suas ambições, pelo menos num futuro próximo. Não nego que Luís Montenegro iria trazer um tipo de discurso diferente, mais aguerrido e mais politizado mas não estou certo até que ponto a aura de Passos Coelho que faz questão de não perder não seria um inimigo de futuro, principalmente quando estivesse em causa apelar ao eleitorado de centro e até nas maiorias negativas tão tentadas pelo PSD na última legislatura.
Miguel Pinto Luz parte atrás mas parte forte e a mostrar que conhece a máquina, não tendo eu uma opinião formada creio que a declaração “Não coloco linhas vermelhas a alianças, nem com o Chega” deixou algumas sirenes a apitar mas veremos como o eleitorado lida com isso. Tem menos tempo debaixo dos holofotes que os restantes candidatos e isso iria dar-lhe hipóteses de se “transformar” no líder que entendesse que o partido necessitava.
No PCP também não é certa a manutenção de Jerónimo de Sousa na liderança do Partido, e aí tendo em conta a durabilidade dos lideres o futuro do PCP estaria em jogo (não que o PCP corra o risco de desaparecer) visto que o PCP tem obrigatoriamente de mudar nem que seja a sua forma de comunicar e de se relacionar com a população. Acho que quando mudarem de líder será certamente uma das grandes lutas a travar dentro do partido, se não quiserem perder ainda mais preponderância.
No Bloco de Esquerda são noticiadas vozes críticas à liderança atual, um pouco como no PCP e é difícil perceber como funciona o partido e como se move internamente. Nenhum partido é um livro totalmente aberto, mas nem todos estão fechados a sete chaves. Apesar de tudo a leitura neste caso não deve fugir muito de Catarina Martins querer estar no poder e os seus opositores internos querem um BE de oposição com muitas linhas vermelhas. Continuo a achar que o BE ainda pode crescer mas não me parece que o afastamento do poder seja o caminho.


sábado, 4 de janeiro de 2020

Lidl deixa de vender sacos de plástico em 2020. Serão menos 25 milhões de sacos de plástico no mercado

 
 
A guerra ao plástico promete intensificar-se em 2020. Depois de os comerciantes de Lisboa estarem proibidos desde 1 de janeiro de usarem louça de plástico descartável, nomeadamente copos, na rua, ou seja, fora dos próprios estabelecimentos (com um prazo de 90 dias para adaptação ao novo regulamento municipal), a cadeia de supermercados Lidl Portugal anunciou esta sexta-feira que decidiu eliminar por completo em 2020 a venda de sacos de plástico para o transporte de compras, nas mais de 255 lojas no território nacional.
Com esta operação de redução de resíduos poluentes, iniciada de forma faseada em maio de 2019, o Lidl torna-se assim na primeira cadeia de retalho alimentar a tomar esta decisão de erradicar a 100% a venda de sacos de plástico. Por ano, serão cerca de 25 milhões de sacos de plástico que não sairão para o mercado em Portugal.
Além disso, o Lidl promete ainda que, até ao fim de 2020, todas as embalagens de artigos alimentares e não alimentares de marca própria (que representam cerca de 70% dos produtos vendidos) serão feitas de material reciclado ou fibra virgem com certificação FSC. Esta certificação assegura que o papel e o cartão utilizados na produção de embalagens têm origem em florestas com gestão sustentável e promovem benefícios sociais, ambientais e económicos.
Até 2025, o Lidl Portugal está igualmente “comprometido em reduzir em 20% a utilização de plástico”, referiu a cadeia em comunicado.
Em vez do plástico, o supermercado vende para o transporte de compras sacos de ráfia com 60% de material reciclado, a 60 cêntimos, ou, no caso das frutas e legumes, sacos reutilizáveis, laváveis e 100% recicláveis, com duas unidades a custarem 69 cêntimos, capazes de suportar um peso até cinco quilos.
Além destas opções, os clientes podem igualmente optar por sacos de papel em dois tamanhos — médio e grande — vendidos a 10 e 14 cêntimos, respetivamente, com 60% a 70% de pasta de papel reciclada na sua composição e certificação FSC Misto (embalagens provenientes de fontes responsáveis).
“A sustentabilidade faz parte do nosso ADN e é transversal a toda a nossa cadeia de valor. O trabalho que temos vindo a desenvolver — com o objetivo de eliminar, reduzir, substituir e transformar — e a sensibilização da sociedade em relação ao plástico é primordial, mas é apenas um dos nossos focos e não o único: a utilização de papel sustentável, garante de uma boa gestão florestal, assegura um equilíbrio igualmente importante e vital para o meio ambiente”, comentou Bruno Pereira, administrador de compras do Lidl Portugal, no mesmo comunicado.
Desde agosto de 2018 o Lidl descontinuou a venda de plásticos descartáveis, “evitando a entrada anual no sistema de 12,5 milhões de copos e mais de cinco milhões de pratos”.
«Eco»

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

REABERTURA DA ESTAÇÃO DOS CTT EM ALPIARÇA


Na sequência de um intenso processo de reivindicação da população e das autarquias locais, de que resultou a alteração da posição dos CTT, reabriu hoje pela manhã a Estação dos Correios de Alpiarça, situada em pleno Centro Cívico da vila, na Praceta José Pinhão.
Marcaram presença o Presidente da Câmara Municipal, a Presidente da Junta de Freguesia, Vereadores, eleitos locais, o Presidente e vogal do conselho de administração dos CTT, representantes da Comissão de Utentes e diversos populares.
A Estação dos CTT em Alpiarça foi a segunda a reabrir a nível nacional dos 33 concelhos que viram encerrar as instalações da única loja gerida pela empresa concessionária do serviço público postal no seu território. Existe o compromisso da nova administração de reabrir as restantes ao longo do próximo ano.
Segundo informação do presidente do CA dos CTT, a loja/posto de Alpiarça que tem funcionado na papelaria "Prazer dos Números" na Rua José Relvas continuará entretanto em funcionamento.
A reabertura da Estação dos CTT demonstra a justeza das posições desde o primeiro momento defendidas pelos órgãos autárquicos do Município e da Freguesia , profundamente identificados com a defesa dos interesses da população e do serviço público postal universal.
«CMA»

CUIDADO COM AS TAMPAS DE SANEAMENTO NA VIA PÚBLICA!...



Por:
Manuel Dacosta


Mais uma vítima das tampas de saneamento existentes nas ruas da vila de Alpiarça, que ficou com a viatura bastante danificada. Contou-nos a condutora e proprietária do veiculo acidentado, que felizmente saiu ilesa, que na zona do Carvalhal (perto do café "Carvalhal") quando conduzia a sua viatura pela Rua Jacinto dos Mártires Falcão, ouviu um grande estrondo por baixo da mesma e imediatamente à sua volta. Lembra-se de ver uma grande fumarada enquanto os airbags actuavam, originando repentinamente a quebra do para-brisas, a destruição do tablier e outros danos que serão avaliados na respectiva peritagem técnica. A GNR foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência. Não havendo dúvida de que terá sido a tampa de saneamento solta que deu origem ao acidente. Responsáveis da CMA estiveram também presentes para uma análise dos factos in loco e, perante a proprietária do veiculo, assumiram todas as despesas daqui resultantes. Tendo aconselhado a proprietária e munícipe a levar a viatura à oficina para uma avaliação de custos e depois apresentar o orçamento à Câmara Municipal de Alpiarça.

domingo, 29 de dezembro de 2019

ARTIGO DE OPINIÃO: Adeus Juventude Socialista

Por:
Rodolfo Colhe


Adeus Juventude Socialista

Ontem foi de vez, infelizmente não é um até já, ontem disse adeus à Juventude Socialista, disse adeus à melhor escola que tive (o seio da família não foi escola, foi educação).
Foi numa noite de copos que um jovem interessado com o que se passava à sua volta decidiu experimentar a juventude do partido em que sempre votara. Muitos dias foram bastante longos, mas foram cinco anos e meio demasiado curtos para tanta coisa.
Ontem dirigi-me ao congresso dizendo que “na política devemos começar todos do zero e ir somando experiências, conhecimentos e amigos”
Os conhecimentos não se podem contabilizar, mas sei que aprendi muito com os melhores e só aprendi uma ínfima parte do que eles tinham para me ensinar.
As experiências foram aos milhares entre congressos nacionais, congressos distritais, intervenções, discussões e boas conversas. Pertenci à comissão política nacional e distrital, fui membro da secretariado distrital e com grande orgulho representei a Juventude Socialista na Comissão Nacional do Partido Socialista e sou militante honorário. Aveiro, Porto, Coimbra, Lisboa, Castelo de Vide, Almada, Povoa do Varzim, Troia e todo o Ribatejo são locais onde passei nesta jornada, onde hoje percebo que fui sempre feliz mesmo quando não atingi os meus objetivos.
Quanto aos amigos vou ser sempre injusto com alguém mas hoje não posso deixar de destacar alguns, Eduardo Oliveira, Margarida Rabita, Joaquim Rafael, João Seixas, Diogo Martins, Carolina Simões, Vasco Casimiro, Diogo Carmo, Mara Lagriminha, Afonso Costa, Tiago Chambel, Bruno Quaresma e Tiago Preguiça. Foi graças a eles que nunca desisti e é graças a eles que gosta tanto de fazer política.
Quando simpaticamente fui convidado a dirigir-me aos congressistas pude afirmar que “não precisamos de políticos castrados muito menos precisamos deles na JS” foi essa a minha máxima, engoli sapos, muitos até mas nunca me desviei do caminho que achava certo sempre com a consciência que podia estar errado, só os cinzentões é que nunca erram.
A JS Alpiarça estava sem órgãos eleitos e consegui hoje sair e deixa-la ativa e com o Rodrigo Colhe e a Rafaela Lopes eleitos para a Comissão Política Distrital da JS.
Sei que podia ter feito mais, sei que podia ter feito melhor mas saio com o sentido de dever cumprido.
O futuro só a mim pertence, e não sei qual será, mas sei algumas coisas. Sei que a JS terá sempre em mim um amigo e os meus amigos sabem que fico lixado se não me ligarem.
Para o PS agora sou mais um militante com ganas de trabalhar e participar com o inconformismo de sempre.
OBRIGADO JUVENTUDE SOCIALISTA

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

QUASE 150 MIL EUROS É O QUE VAI CUSTAR A LIMPEZA DA VALA DE ALPIARÇA

Foto de Arquivo


Foi adjudicado por 147.938,17 Euros à empresa Cansyfree, Lda a empreitada de Reabilitação do Canal de Alpiarça, mais conhecido pela “Vala de Alpiarça".

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

CTT REABREM LOJA DE ALPIARÇA




Os CTT vão reabrir a Loja CTT de Alpiarça, concelho de Santarém, esta segunda-feira, 30 de dezembro. A Loja CTT vai ser reaberta em novas instalações, que foram alvo de obras de intervenção.

A Loja CTT de Alpiarça está situada na Praça José Faustino Rodrigues Pinhão, 11-A, em Alpiarça, e estará aberta nos dias úteis das 09h00 às 12h30 e das 14h30 às 18h.

O Posto de Correios que foi aberto em substituição da Loja, a cerca de 150 metros, vai manter-se em atividade, em virtude da sua excelente localização e facilidade de acesso.

Os CTT reforçam assim a proximidade às populações, através da reabertura de uma Loja CTT em sede de concelho, robustecendo a capilaridade da rede e a qualidade do serviço e não procedendo a novos encerramentos.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Mensagem de Boas Festas do Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça

A "DESTRUIÇÃO" DO VELHO JARDIM DE ALPIARÇA


De: Joaquim Moedas Duarte





A "destruição" do velho jardim de Alpiarça é um dos meus desgostos de vida. Não resido em Alpiarça mas ela continua a ser a minha referência de infância e juventude. Aquilo deixou de ser um jardim a partir do momento em que foi concebido no estirador de um arquitecto que terá tido um gozo enorme na concepção do espaço, perfeito no traçado mas inóspito como lugar de convívio.
Uma tristeza aquele lago de plástico azul, onde não há água!
E que dizer do belo coreto que foi "enterrado", perdendo assim a proporcionalidade do alçado, transformado em caricatura ridícula?
Dir-me-ão que o "jardim" ficará bonito quando as árvores crescerem. Não acredito. E se lá no Vale da Cigana alguns fantasmas se levantarem para virem atormentar os responsáveis por este jardim tão mal amanhado, eu até fico contente. É sinal de que a memória dos mais velhos ainda perdura.

Comparável a este desgosto só o da destruição da parte mais bonita do jardim das Portas do Sol em Santarém, onde havia um lago com cisnes. Dizem que era muita cara a manutenção. Pois... Mas não é cara a manutenção de dispendiosos Gabinetes de Comunicação, de Gabinetes de Estudos e Planeamento, de Comissões disto e daquilo...
Aquele recanto das Portas do Sol, aonde as crianças se deliciavam e os adultos as levavam com tanta alegria, é agora um deserto feio, lúgubre, sombrio e infinitamente triste.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Continente abre primeiro supermercado com zona Plastic Free



A Sonae MC inaugurou um novo Continente Bom Dia do Via Catarina, no Porto, a primeira “praça” de frutas e legumes do país a adotar a política single-use-plastic free, medida que vem fortalecer o posicionamento da marca no âmbito do Compromisso Plástico Responsável.

Em alternativa aos sacos de plástico descartáveis, os clientes desta loja Continente Bom Dia podem utilizar, na secção de Frutas e Legumes, os sacos de algodão ou poliéster – reutilizáveis e laváveis -, os sacos de papel gratuitos (que suportam até 2,5 kg) ou ainda trazer os seus sacos de casa. E claro que, neste espaço específico, não existem alimentos embalados em plástico.

Ao assumir-se como o primeiro retalhista alimentar português a responder ao Decreto-Lei n.º 351/XIII que proíbe os sacos de plástico descartáveis e de cuvetes em plástico para as frutas e legumes a partir de 2023, o Continente consolida a sua posição de referência nas temáticas da sustentabilidade como player dinamizador em toda a cadeia de valor.

O compromisso assumido pelo Continente é o de antecipar, para 2025, a ambição definida pela União Europeia para 2030, reduzindo (ou mesmo eliminando quando possível) a utilização de materiais de plástico de origem fóssil, no que diz respeito aos produtos de marca própria, assegurando que todos eles têm embalagens reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.

Desde o início do ano que a marca Continente tem vindo a defender a política de utilização responsável do plástico, reconhecendo em casos específicos a mais-valia deste material no que diz respeito a questões de segurança alimentar, preservação dos alimentos e garantia de qualidade. É por este motivo que na loja Via Catarina, para além da zona 0% plástico, se encontram frescos embalados por razões relacionadas com o acondicionamento de alimentos delicados e de pequeno porte (ex. bagas), a preservação de fracionados para agregados mais pequenos (ex. melancia) ou a conservação de frescos que contêm humidade (ex. alface), evitando assim o desperdício alimentar.

Agenda Desportiva


Alpiarça com orçamento de 10 milhões de euros para 2020


Assembleia Municipal de Alpiarça vota nesta sexta-feira, 20 de dezembro, o orçamento do município para 2020, sensivelmente abaixo dos 10 milhões de euros, o primeiro fora das condicionantes por endividamento excessivo, que vigoravam desde 2008.
O presidente da Câmara de Alpiarça,Mário Pereira, disse à Lusa que, desde que assumiu funções, em 2009, o município conseguiu reduzir a dívida para metade, passando dos 13,3 milhões para os 6,7 milhões de euros. O processo de saneamento foi sanado em abril passado.
“O orçamento para 2020 encontra-se em linha [com um valor semelhante] com o que vigorou este ano, que se revelou rigoroso”, disse o autarca, salientando que a taxa de execução ronda os 80%.
Segundo o autarca, o orçamento para 2020, aprovado pelo executivo municipal no passado dia 13, continua a espelhar a aposta nas funções sociais, na educação, no associativismo e na cultura, áreas em que os apoios têm aumentado todos os anos, bem como na dinamização da economia local.


A Proteção Civil, em particular os Bombeiros Municipais de Alpiarça, verão satisfeitas algumas necessidades, estando prevista a aquisição de uma ambulância de socorro e de uma viatura para combate a incêndios, disse.
O autarca espera que em 2020 avance a construção do novo quartel da GNR, inscrito no plano de investimentos do Ministério da Administração Interna e para o qual o município já cedeu um terreno junto à escola secundária.
Em preparação está a candidatura para a reabilitação da EB 2,3 e secundária a fundos comunitários, uma obra orçada em 2 milhões de euros, sendo a contrapartida nacional repartida entre o município e o Ministério da Educação, adiantou.
Dentro dos projetos com fundos comunitários aprovados no âmbito da Comunidade intermunicipal da Lezíria do Tejo, deverão avançar as obras nas escolas de primeiro ciclo e jardim de infância de Alpiarça e Frade de Baixo, sendo que as intervenções nas várias escolas incluem a remoção de fibrocimento com amianto, disse o autarca.
O orçamento para 2020 tem ainda inscrita a intervenção na albufeira dos Patudos, tanto na massa de água (há vários anos afetada pela diminuição acentuada dos níveis de oxigénio devido ao excesso de algas), como na envolvente, e a reabilitação da Vala de Alpiarça, a qual deverá ocorrer nos primeiros meses do ano.
Com candidaturas a fundos comunitários, há ainda o projeto para um parque de autocaravanas junto ao parque de campismo, situado na área da albufeira dos Patudos, e a recuperação do canil e gatil, este já aprovado.
Para 2020, o município decidiu baixar o Imposto Municipal de Imóveis (IMI) para os prédios urbanos de 0,41% para 0,40% sobre o valor patrimonial dos prédios (os limites previstos são de 0,3% a 0,45%), mantendo-se a taxa para os prédios rústicos nos 0,8% (limite legal).
As empresas que se fixaram no concelho nos dois últimos anos e que criaram pelo menos três postos de trabalho ficam isentas de Derrama, imposto que se mantém nos 1,5% para as empresas com volume de negócios superior a 150.000 euros e nos 1% para as que ficam abaixo.
A participação do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) mantém-se nos 5% e a Taxa Municipal de Direitos de Passagem (TMDP) em 0,25%.
A Câmara de Alpiarça é liderada pela CDU, que elegeu quatro representantes nas eleições de 2017 (45,6%), tendo o PS eleito dois vereadores (41%).
Com 7.702 habitantes, o concelho tem apenas uma freguesia.
«Lusa/MaisRibatejo»

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

CORTA-MATO ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE JOSÉ RELVAS


 CORTA-MATO ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE JOSÉ RELVAS
Complexo Desportivo de Alpiarça
«CMA»

SABIA QUE A CÂMARA PAGOU QUASE 55 MIL EUROS PARA A VIGILÂNCIA À CASA MUSEU DOS PATUDOS




A Ex-libris de Alpiarça, a Casa Museu dos Patudos, custou à Câmara a quantia de 54. 487,60 para a vigilância diária humana.
A adjudicação foi feita à empresa “365 Segurança Privada” pelo prazo de 730 dias

CÂMARA DE ALPIARÇA PAGOU QUASE 27 MIL EUROS PARA SERVIÇOS DE IMPRESSÃO



(*)

Vário serviços de impressão e afins foram adjudicados à empresa “Cubique Lda” por trinta e seis meses. Esta adjudicação custou à autarquia 26.045,28 Euros.
(*) Foto Ilustrativa.