quinta-feira, 28 de maio de 2020

ÁGUAS DO RIBATEJO RETOMA ATENDIMENTO PRESENCIAL COM MARCAÇÃO PRÉVIA



ÁGUAS DO RIBATEJO RETOMA ATENDIMENTO PRESENCIAL COM MARCAÇÃO PRÉVIA
EMPRESA MUNICIPAL MANTÉM PLANO DE CONTINGÊNCIA IMPLEMENTADO A 16 DE MARÇO
No âmbito das medidas de desconfinamento do COVID-19, a Águas do Ribatejo retomou o atendimento presencial nas unidades comerciais, mediante marcação prévia.
Para o efeito os clientes poderão efetuar marcações através do telefone, 263 509 400, durante o período das 9:00h às 13:00h e das 14:00h às 18:00h.
O Presidente do Conselho de Administração da AR, Francisco Oliveira explica que medida funciona nas unidades de atendimento de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos, Samora Correia e Torres Novas.
As oito unidades suspenderam o atendimento presencial no dia 16 de março ao abrigo do plano de contingência do Covid 19, implementado pela AR, mantendo as equipas de atendimento e todos os serviços em funcionamento com meios alternativos.
Segundo Francisco Oliveira, o atendimento com marcação prévia privilegiará situações que não possam ser resolvidas pelos canais não presenciais:
Telefone 263509400 80
Site Institucional www.aguasdoribatejo.com
Segundo o Presidente da AR, “de forma a garantir a segurança dos clientes e funcionários o acesso à loja é feito com base na regra de um cliente por um atendedor”. Francisco Oliveira alerta que “o uso de máscara é obrigatório para clientes e funcionários da AR”.
Estão ainda disponíveis no acesso à loja, soluções de base alcoólica para que os clientes procedam à higienização das mãos.
Relembramos também que devem ser considerados como preferenciais os seguintes meios de pagamento:
Rede Multibanco;
Balcões CTT;
Lojas Payshop.
Relativamente a outros assuntos tais como contratação, informações e outros deverão ser utilizados os seguintes contactos:
Atendimento telefónico
Geral
          263 509 400 – dias úteis das 9:00 às 18:00
Leituras
          808 20 20 11 – 24 horas

Roturas na Via Pública/ Faltas de Água
          808 20 20 11 – dias úteis das 9:00 às 18:00
          800 20 20 40 – dias úteis das 18:00 às 9:00 e sábados, domingos e feriados, 24 horas

Email
Correio
Rua Gaspar Costa Ramalho, nº 38
2120-098 Salvaterra de Magos
O Presidente da AR relembra que tendo em consideração o contexto relativo à Pandemia COVID-19, a AR aprovou e implementou um Plano de Contingência que se mantém ativo e visa:
Mitigar eventuais riscos para a saúde de todos os Colaboradores, Clientes, Parceiros e, naturalmente, para a Comunidade em geral.
Dar continuidade ao serviço de abastecimento e saneamento.
Com o desconfinamento, a AR recupera de forma gradual todas as nossas valências.
Todavia neste período de 67 dias de contingência foi possível manter um serviço de qualidade no abastecimento e saneamento aos nossos 150 mil consumidores e utilizadores graças ao empenho de todos os colaboradores e órgão sociais da AR e das empresas nossas parceiras.
Francisco Oliveira enaltece o esforço e a disponibilidade de todos os envolvidos neste plano.
“Uma palavra de agradecimento aos municípios, freguesias e a todos os clientes e utilizadores pela compreensão e colaboração durante este período difícil que todos vivemos”.
O Presidente da AR remata lembrando que a empresa municipal disponibilizou um montante de 500 mil euros para apoio às famílias, empresas e instituições neste momento crítico.
“Aos poucos retomamos a normalidade com determinação e segurança”, conclui.  

sexta-feira, 22 de maio de 2020

O QUE FALTA EM ALPIARÇA É POLÍTICOS COM DINÂMICA E UMA ENORME VISÃO




Já vai para muitos anos quando fui pela primeira vez à herdade do Ganadeiro Ortigão Costa na  Azambuja.
Depois iria lá mais vezes.
Estas idas permitiram-me então conhecer a vila por dentro quando nela passeava ou convivia com muitos dos seus habitantes.
Era uma terra sem vida.
Passados alguns anos veio a instalar-se as linhas de produção da Ford e Opel.
A vila à borda d'agua, mudou radicalmente.
A população aumentou e o nível de vida melhorou.
​​​​​​​Centenas de trabalhadores da industria automóvel passaram a viver e a fazer vida na Azambuja.
Passados algumas dezenas de anos, por razões económicas a industria automóvel encerrou  para se   mudar para a vizinha Espanha.
​​​​​​​Centenas e centenas de trabalhadores no desemprego.
Foi quando aparecerem os profetas da desgraça.
"...Azambuja vai morrer e vamos voltar as tempos antigos, da  miséria e das dificuldades para sobrevivermos..."
Num curto espaço de tempo surgem  homens dinâmicos e com uma enorme visão.
Aperceberam-se rapidamente que a vila podia ser um "filão de ouro" porque tinha meios e pessoas capazes para inverter a situação.
Duas delas  viriam a ser presidentes da Câmara local.
Conseguiram dar a volta.
Hoje, só  a Zona Industrial da Azambuja emprega mais gente do que Alpiarça tem de população.
Todos os dias entram cerca de 8.500 pessoas na Azambuja  que vêm trabalhar para as diversas plataformas que aqui estão instaladas.
Algumas são de Alpiarça.
O que faz falta em Alpiarça é não haver políticos dinâmicos e com visão.
Por causa de não haver é que Alpiarça não "passa da cepa torta"
«Foto: obtida na Internet»

BOMBEIROS MUNICIPAIS DE ALPIARÇA NO DISPOSITIVO NACIONAL DE COMBATE A INCÊNDIOS DECIR 2020


Alpiarça e o seu corpo de Bombeiros Municipais integram uma vez mais o esforço nacional de prevenção e combate a incêndios no período previsivelmente mais crítico participando no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR 2020), entre os dias 15 de Maio e 15 de Outubro.
É uma participação que visa a proteção e segurança da nossa população, naturalmente, mas que assume também a solidariedade para com o todo nacional.
Até ao final do mês de Junho, os Bombeiros Municipais de Alpiarça constituem uma Equipa de cinco bombeiros e um veículo de intervenção florestal de prontidão permanente para responder a qualquer eventual ocorrência no concelho ou na região, em constante articulação com o restante dispositivo e sob a coordenação do CDOS.
Entre 1 de Julho e 30 de Setembro serão constituídas 2 Equipas, num total de 10 bombeiros.
Na fase final do DECIR, entre 1 e 15 de Outubro, voltaremos a ter 1 Equipa de cinco elementos.
Também os elementos do Comando e as respectivas viaturas farão as escalas do CDOS Santarém.
«CMA»

quarta-feira, 20 de maio de 2020

ALPIARÇA - TERRA DE TRADIÇÕES






ESTAMOS A VOLTAR À NORMALIDADE!

VISITE ALPIARÇA E VENHA DESCOBRIR O NOSSO PATRIMÓNIO CULTURAL E NATURAL, A GASTRONOMIA E OS VINHOS.

Município de Alpiarça

quinta-feira, 14 de maio de 2020

MUNICÍPIO E FREGUESIA DE ALPIARÇA – UMA RESPOSTA INCANSÁVEL E EMPENHADA NA CONTENÇÃO E COMBATE À PANDEMIA E NO APOIO À POPULAÇÃO


Nos últimos dias temos visto um grande apoio popular ao trabalho do Município e da Freguesia, dos seus eleitos e trabalhadores. Os trabalhadores das autarquias locais de Alpiarça têm-se mostrado incansáveis na prestação de serviços públicos aos seus concidadãos, numa resposta corajosa e empenhada em prol da população.
O Presidente da Câmara Municipal, os Vereadores, a Presidente da Junta de Freguesia e outros eleitos, têm também estado nos seus postos de trabalho, na linha da frente ao combate à pandemia do covid 19.

Curiosamente, ou talvez não, temos também assistido nas redes sociais a alguns ataques abjetos e despropositados ao trabalho realizado. São 2 ou 3 pessoas, que arrastam mais algumas, poucas, que não mostram estar muito preocupadas com os efeitos nefastos da pandemia, mas sim com a resposta que as autarquias de Alpiarça estão a dar a este problema.
São pessoas que não mostram estar muito preocupadas se o covid afeta a saúde dos alpiarcenses, se afasta famílias, se prejudica o comércio ou a industria ou a agricultura, se cria problemas aos nossos empresários.
Não, essas pessoas não mostram estar muito preocupadas com isso.
Estão sim preocupadas quando os membros do Executivo da Câmara ou da Junta aparecem junto dos munícipes ou das instituições, no cumprimento da sua missão de acompanhar o evoluir da situação pandémica, ou a entregar equipamentos de proteção para prevenir a pandemia, ou ainda quando participam diretamente em ações de combate ao vírus.
Também estão preocupadas quando membros do Executivo aparecem junto das obras que se realizam no concelho, como se não houvesse um trabalho do Município para que elas se realizem e concretizem. Também neste caso não mostram qualquer satisfação pelos benefícios para a população, mas sim com o facto dos eleitos acompanharem de perto estas obras.

A Câmara Municipal e a Junta de Freguesia, sempre em contacto e em colaboração estreita com outras instituições regionais e nacionais, têm tomado as medidas adequadas para procurar conter este surto.
Têm apoiado quem mais precisa e quem, pelo facto de estar isolado, está mais dependente, através dos serviços sociais e de educação;
têm apoiado as nossas instituições de idosos, a Fundação José Relvas e a ARPICA, das formas mais diversas;

> têm procedido, regularmente, à higienização e desinfeção dos espaços públicos, e no inicio da pandemia foi feita uma desinfeção em todo o concelho, com o apoio dos nossos agricultores, de muitos voluntários e da proteção civil;
> têm informado, responsavelmente, os cidadãos sobre o evoluir da situação;
> têm acompanhado diariamente os munícipes que foram infetados com covid 19;
> foi criado um Centro de Acolhimento (resposta de segunda linha), no Pavilhão da Escola EB 2,3 S de José Relvas, em caso de necessidade;
> foram criados diversos serviços on-line: na Biblioteca, na CAF, na Casa dos Patudos, no Desporto;
> têm sido distribuídas refeições para os alunos mais carenciados;
> foram aprovadas isenções de pagamento de taxas dos espaços comerciais, propriedade da CMA;
> foram aprovadas isenções de pagamento para as rendas de habitação social, das casas propriedade do Município;
> foram aprovadas isenções de pagamento das bancas e lojas do Mercado Municipal;
> foram estabelecidas isenções de pagamento de serviços das Águas do Ribatejo e da Ecolezíria, que podem ir até 100%;
> foram adquiridos pela Câmara Municipal de Alpiarça e por todos os outros municípios que integram a CIMLT, ventiladores que foram oferecidos ao Hospital Distrital de Santarém e testes de despistagem para utentes e funcionários dos Lares de Idosos;
> foram cedidos computadores e ligações à Internet a alunos do Agrupamento de Escolas;
> foram oferecidas 3.000 máscaras de proteção individual à Fundação José Relvas e à ARPICA, bem como viseiras, também distribuídas aos profissionais de saúde;
> foram lavados e desinfetados todos os contentores de lixo do concelho.

Este tem sido um trabalho constante, exigente, mas feito com o objetivo na prevenção da saúde de cada um e de criar condições de segurança à nossa população, trabalho que tem reunindo um grande consenso junto dos nossos munícipes.
É isto que se exige de pessoas responsáveis, como são os nossos autarcas.
Tudo o mais são ruídos de gente que nada faz e que apenas sabe criticar o trabalho de quem procura dar o seu melhor em prol da população de Alpiarça.
«Fonte: CDU/Alpiarça»

terça-feira, 12 de maio de 2020

Reabertura da Biblioteca Municipal


FORMAÇÃO/SENSIBILIZAÇÃO PARA A LIMPEZA E DESINFEÇÃO DOS ESPAÇOS ESCOLARES EM ALPIARÇA



Decorreu na tarde do dia 11 de Maio uma Acção de Formação/Sensibilização para a limpeza e desinfeção dos espaços escolares dirigida aos funcionários e professores da Escola EB2,3/Secundária de José Relvas, em Alpiarça, dinamizada por militares das Forças Armadas, que contou também com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, da Diretora do Agrupamento de Escolas e do serviço de Proteção Civil municipal.
Esta iniciativa integra-se na preparação do regresso às aulas presenciais para os alunos e professores do 11° e 12° anos de escolaridade, a partir do próximo dia 18 de Maio.
Decorreu na tarde do dia 11 de Maio uma Acção de Formação/Sensibilização para a limpeza e desinfeção dos espaços escolares dirigida aos funcionários e professores da Escola EB2,3/Secundária de José Relvas, em Alpiarça, dinamizada por militares das Forças Armadas, que contou também com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, da Diretora do Agrupamento de Escolas e do serviço de Proteção Civil municipal.
Esta iniciativa integra-se na preparação do regresso às aulas presenciais para os alunos e professores do 11° e 12° anos de escolaridade, a partir do próximo dia 18 de Maio.
«CMA»

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Serviços públicos de Alpiarça estão a reabrir ao público



O edifício dos paços do concelho e a biblioteca municipal de Alpiarça reabriram parcialmente o atendimento ao público, passando a funcionar entre as 10 e as 13 horas, nos dias úteis, e sujeitos ao cumprimento das regras gerais de segurança para a não transmissão do novo coronavírus.O espaço do cidadão passa a funcionar duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras, mediante marcação prévia, segundo o despacho publicado pelo presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira. O regime de teletrabalho vai manter-se para todos os trabalhadores da autarquia cujas funções o permitem, sendo que o regresso aos locais de trabalho será feito de forma progressiva a partir do dia 1 de junho.
«Rede Regional» 

terça-feira, 5 de maio de 2020

CÂMARA DE ALPIARÇA APROVA AS BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR 2019/20



- 110 MIL EUROS INVESTIDOS NA FORMAÇÃO SUPERIOR DOS JOVENS DO CONCELHO DE ALPIARÇA NOS ÚLTIMOS ANOS

Pelo 11° ano consecutivo, a Câmara Municipal de Alpiarça aprovou a atribuição das Bolsas de Estudo aos estudantes do concelho que ingressaram e/ou frequentam cursos em estabelecimentos do ensino superior.
Para este ano letivo 2019/20 foram ATRIBUÍDAS BOLSAS A 26 ESTUDANTES DO CONCELHO DE ALPIARÇA, num valor global de 10 000 €, de acordo com os critérios que estão definidos em regulamento municipal.
Desde 2010 (primeiro ano de atribuição destas Bolsas), a Câmara Municipal de Alpiarça investiu já 110.000 € na educação superior dos jovens do concelho, através da atribuição das Bolsas.
Não constituindo o apoio financeiro aos estudantes universitários uma competência direta dos municípios (é uma competência direta do Estado central), a Câmara Municipal de Alpiarça continua a assumir este importante apoio complementar, investindo um valor considerável dos seus recursos financeiros nesta medida de valorização dos nossos jovens e das suas familias.
«CMA»

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Apontamentos para a História da desanexação da Freguesia de Vale de Cavalos do Concelho da Chamusca

De:
Joaquim Jose Duarte Garrido
Situada mais perto de Alpiarça do que da Chamusca e tendo muitas relações e muitas características em comum com a vila vizinha, Vale de Cavalos, foi uma terra disputada entre os dois concelhos, nos anos vinte.

Assim foi anexada ao pequeno município de Alpiarça, criado a seguir à implantação da República, por influência de José Relvas, convinha a anexação da extensa e rica Freguesia de Vale de Cavalos.
Conseguiu-o durante sete anos, de 1919 a 1926, mas a vontade manifestada pela população de pertencer ao concelho da Chamusca acabou por prevalecer, e a Freguesia viria a ser reintegrada a 2 de Setembro de 1926. Sendo nesta data publicado no Diário da República o Decreto-lei nº 12.257 de 2/9/1926 da Direcção Geral da Administração Pública
(Ministério do Interior), designando que se voltasse a integrar Vale de Cavalos no concelho da Chamusca. Este regresso foi motivo de grande regozijo, e de tal modo se considerou importante este evento, que a data da reintegração a 2 de Setembro, passou a ser durante alguns anos feriado municipal.
Logo em 1919 os Chamusquenses, João Matias, António Martinho, António Condeço e Joaquim Vicente Prestes iniciaram a luta para o regresso desta Freguesia à sua sede natural.
Este opúsculo impresso nesse ano na Tipografia Soares da Golegã, reúne toda a correspondência trocada com as duas Câmaras e também com o parlamento e o Governo da altura.
É um documento também ele clarificador do que se passou naquele ano.
Um documento que também ele, faz a história desta desanexação temporária de Vale de Cavalos.

terça-feira, 28 de abril de 2020

TESTES COVID-19 PARA FUNCIONÁRIOS DOS LARES DE IDOSOS DE ALPIARÇA E DA REGIÃO



Começaram os testes de despistagem CoVid-19 aos trabalhadores dos lares de idosos (ERPI) do concelho de Alpiarça com a intervenção de três equipas de enfermagem do ACES Lezíria.
Foram testados mais de 85 funcionários da FJR ao longo desta terça-feira. No final , os testes recolhidos serão transportados pela Câmara Municipal de Alpiarça para a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.
O Executivo municipal acompanhou o início deste processo no concelho.
Num dos próximos dias será a vez da realização dos testes pelos trabalhadores da ARPICA.
Os testes estão a ser feitos na nossa região na sequência da contratação pelas Câmaras Municipais, através da CIMLT, e também por acção das entidades da Saúde.
«CMA»

sábado, 25 de abril de 2020

25 DE ABRIL - MENSAGEM DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA



Caros conterrâneos,
Caros amigos,


Hoje é 25 de Abril – Dia da Liberdade; data querida dos Alpiarcenses e do Povo português.
Há 46 anos, logo pela madrugada, ao som de "Grândola, Vila Morena", o MFA inicia o derrube de uma ditadura opressiva de várias décadas e cria as condições para a instauração de um novo regime democrático em Portugal, assente nas liberdades, abrindo o caminho para uma sociedade mais justa e progressista.
O 25 de Abril de 1974 foi o culminar de uma luta de muitas gerações de democratas e antifascistas portugueses contra a opressão, o medo, a miséria, a exploração e a guerra colonial. É o “dia inicial inteiro e limpo” de um novo tempo.
Os alpiarcenses sabem bem o que representou essa luta pela liberdade, marcada pela repressão, pela perseguição, pelas prisões políticas de quase duas centenas homens e mulheres resistentes antifascistas, pela tortura e até pelo assassínio de alguns dos melhores filhos da nossa terra.
O nome de ALPIARÇA ESTÁ ASSINALADO A LETRAS DE OURO NO LIVRO DA HISTÓRIA DA LUTA DOS PORTUGUESES CONTRA O FASCISMO de Salazar e Caetano e prolonga-se no capítulo respeitante à construção do novo regime democrático.
O 25 de Abril é, por tudo isto, e apesar das inúmeras torpes tentativas de a desvalorizar a que assistimos, a data mais querida ao Povo português! O 25 de Abril é uma FESTA popular todos os anos renovada pela participação das populações e pelo reconhecimento profundo das conquistas alcançadas.
Este ano, a situação de combate à pandemia provocada pelo CoVid-19 obrigou-nos a cancelar o conjunto de iniciativas previstas que corporizavam as comemorações populares do Dia da Liberdade.
Apesar da contingência e de todas as limitações que a actual situação acarreta, O 46º ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL NÃO PODE DEIXAR DE SER COMEMORADO – ainda que simbolicamente – PELAS AUTARQUIAS LOCAIS DE ALPIARÇA, relevando a importância desta data maior da nossa história contemporânea que derrubou a ditadura fascista e fundou o regime democrático em Portugal, do qual emana directamente o PODER LOCAL como uma das suas mais significativas expressões.
Assim, respeitando necessariamente as normas de prevenção e de distanciamento social em vigor, o Município de Alpiarça e a Freguesia de Alpiarça irão celebrar o 25 de Abril com a HOMENAGEM AOS MILITARES DE ABRIL E A TODOS OS LUTADORES ANTIFASCISTAS no Largo Salgueiro Maia, junto ao “Cravo”, pelas 14.45 horas.
Para tal foi convidado a marcar presença nesta Homenagem um GRUPO DE 6 ELEITOS LOCAIS QUE POSSA REPRESENTAR A PLURALIDADE DAS FORÇAS POLÍTICAS com assento nos órgãos autárquicos, com a seguinte constituição: 2 eleitos representando a CDU-PCP/PEV; 2 eleitos representando o PS; a eleita do CDS/MUDA; o eleito do PSD/MUDA. Decidimos ainda convidar um elemento da Banda da SFA 1º de Dezembro (a Banda desde sempre marcou presença nas cerimónias comemorativas do 25 de Abril), por forma a representar todo o movimento associativo popular do concelho.
Contrariamente à habitual participação popular dos outros anos – e que se deseja para o futuro –, na Homenagem deste ano pretende-se que a POPULAÇÃO FIQUE EM CASA, respeitando o confinamento a que as circunstâncias obrigam, e que, às 15 horas, venha às janelas cantar a GRÂNDOLA, VILA MORENA e o HINO NACIONAL.
A necessária contenção da doença impõe-nos que FIQUEMOS EM CASA. Mas este Dia da Liberdade continua a ser um dia de FESTA com uma expressão mais INTERIOR e SIMBÓLICA, de afirmação dos VALORES DE ABRIL.
Festa que passará necessariamente pela intransigente DEFESA DAS CONQUISTAS DE ABRIL EM TODOS OS DEMAIS DIAS DO ANO.
Viva a LIBERDADE conquistada pela Revolução de Abril!
Viva o PODER LOCAL DEMOCRÁTICO ao serviço das populações!
Viva o SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE, arma fundamental no combate à doença e na promoção do bem-estar dos portugueses!
Viva a ESCOLA PÚBLICA promotora da igualdade e do desenvolvimento social!

Viva o 25 de Abril!
Mário Fernando Atracado Pereira
Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça

ABRIL: UM SONHO POR CUMPRIR

Por:
Manuel Dacosta

"...Usarás como arma uma viola e um cantil de água fresca. De suas cordas virão sons suaves e melódicos de apelo à Liberdade, à Fraternidade, ao Amor e respeito pelo próximo. Com elas cortarás as grilhetas que aprisionam e calam os mais fracos e oprimidos. Do teu cantil de água fresca, darás de beber aos que têm sede de justiça!..."
Assim era Abril de um ano tão distante que o tempo já quase esqueceu. Éramos povo forjado numa geração sofrida, amordaçada, porém irreverente, combativa. Éramos fortes, verdadeiros, leais, solidários, sonhadores, poetas, artífices, camponeses, desportistas, militares, artistas, lutadores por um futuro diferente. Tínhamos tudo para mudar. Tínhamos tudo para fazer melhor. E...ficámos tão perto, tão perto. A condição humana tem destas limitações e, o velho planeta imponente e célere, continuou a rodar no seu próprio eixo à velocidade de 1,7 mil km/h e, nem deu pelo nosso feito. Havíamos iniciado uma Revolução pacífica, única no mundo, usando apenas cravos na ponta das espingardas e muita, muita fé no futuro.
Quarenta e seis anos depois, questiono-me: será que o sonho que nos movia, de um Abril libertador, de paz, de justiça equitativa, igualdade de oportunidades, esperança, evolução sustentada, abertura ao progresso efectivo, às novas gerações e novas mentalidades, foi realmente cumprido?

quinta-feira, 23 de abril de 2020

CIMLT REFORÇA FUNDO COVID PARA AQUISIÇÃO DE TESTES



INVESTIMENTO PARA APOIAR INSTITUIÇÕES HOSPITALARES E DE APOIO SOCIAL ULTRAPASSA 400 MIL EUROS

No âmbito do fundo de 270 mil euros inicialmente criado pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) para o combate à Covid19, foram adquiridas máscaras FFP 2, máscaras cirúrgicas, fatos de proteção individual e 9 ventiladores para entregar aos hospitais de referência na Lezíria do Tejo, designadamente o Hospital Distrital de Santarém e o Hospital de Vila Franca de Xira.

Face à excecionalidade da situação de emergência de saúde pública que se tem vivido e à proliferação de casos registados de contágio com Covid19, em especial junto da população mais vulnerável, a CIMLT estabeleceu uma parceria com a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e contratou a esta entidade 2000 testes PCR, pelo valor de 142 mil euros (o contrato vai ser assinado na próxima sexta feira, dia 24 de abril), os quais visam reforçar o número de testes a realizar pelo setor da Saúde em todos os Lares de Idosos da Lezíria do Tejo.

Ainda no âmbito dos testes, os municípios da Lezíria do Tejo congratulam-se também com o facto do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria do Tejo já ter iniciado os testes às forças de segurança e corporações de bombeiros e o Hospital Distrital de Santarém, aos profissionais de saúde. Assim, está garantido que estes grupos bastante expostos à Covid19 vão ser testados.

Para além dos 400 mil euros já investidos, os municípios da Lezíria do Tejo consideram e vão aumentar o investimento no combate ao Covid19, encontrando-se neste momento, a CIMLT, a efetuar um rigoroso levantamento dos equipamentos sociais da região (lares de idosos, centros de dia, centros de atividades ocupacionais, unidades de cuidados continuados, serviços de apoio domiciliário, e outros), pois entende que é de vital importância poder dotar todas as entidades (IPSS e equiparadas) de meios e equipamentos necessários ao combate da propagação da doença, designadamente dotar os utentes e funcionários de equipamentos de proteção individual como luvas, máscaras e gel desinfetante.

Sobre a utilização generalizada das máscaras comunitárias ou sociais, os municípios da Lezíria do Tejo garantem que acionarão os apoios através da ação social aos munícipes que tenham dificuldades financeiras para a sua aquisição.

Os municípios da Lezíria do Tejo continuam a apelar à população para o cumprimento integral das normas da Direção-Geral da Saúde, agradecendo a todos a forma cívica como têm cumprido o distanciamento social e compreendido a situação atual.

A CIMLT é constituída pelos municípios de Almeirim, Alpiarça, Azambuja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém.

segunda-feira, 20 de abril de 2020

ANTECIPADOS OS TRABALHOS DE DESINFEÇÃO E HIGIENIZAÇÃO DOS CONTENTORES DE LIXO






Dada a situação atual de pandemia COVID-19, o Município de Alpiarça decidiu antecipar para hoje, dia 20 de Abril, os trabalhos de desinfeção e higienização dos contentores de lixo, que estavam previstos para o final do mês de Maio. Uma decisão de carácter preventivo e de contingência à disseminação de possíveis contágios, redobrando desta forma a segurança da população.
«CMA»

sábado, 18 de abril de 2020

OBRAS DE REPARAÇÃO DO PAVIMENTO NA RUA JOSÉ RELVAS (EN 118) EM ALPIARÇA



A Infraestruturas de Portugal (IP) irá proceder aos trabalhos de reparação do pavimento (FRESAGEM e ASFALTAMENTO) na EN 118 no interior da área urbana da vila de Alpiarça, coincidente com a Rua José Relvas, a partir da próxima segunda-feira, dia 20 de Abril.
A realização das obras vai obrigar ao seguinte CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO:
- de 20 a 22 de abril, EN118, entre o km 81+000 e o km 8+000, entre as 08:00 e as 18:00 horas, CIRCULAÇÃO ALTERNADA em ambos os sentidos.
Os trabalhos estarão devidamente sinalizados e serão implementados os Planos de Contingência de mitigação da situação epidemiológica provocada pela COVID-19, definidos pela IP e pela empresa que irá executar os trabalhos.
«CMA/IP»

quinta-feira, 16 de abril de 2020

CENTRO DE ACOLHIMENTO PARA RESPOSTA EM 2ª LINHA AO COVID-19






Durante esta manhã, foram realizados os trabalhos de instalação de um Centro de Acolhimento para resposta em 2ª linha ao Coronavírus (COVID-19), no Pavilhão da Escola EB2,3/S de José Relvas, com a montagem de 50 camas de campanha cedidas pelo Exército Português. Um trabalho realizado em colaboração com a Junta de Freguesia de Alpiarça e com o Agrupamento de Escolas de José Relvas.
Esta é uma medida de apoio preventiva de resposta ao COVID-19!
EVITE SAIR DE CASA... AO FAZÊ-LO TAMBÉM ESTÁ A AJUDAR A COMBATER O COVID-19!
«CMA»

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Fatos de proteção para os Bombeiros de Alpiarça


Novos fatos de proteção química reutilizáveis que foram adquiridos pelo Município e passam a equipar todos os elementos do quadro ativo dos Bombeiros Municipais de Alpiarça.
«CMA»

terça-feira, 14 de abril de 2020

Já conhece os novos sinais de trânsito? Vai encontrá-los na estrada a partir da próxima semana


No próximo dia 20 de abril entra em vigor a primeira grande revisão ao Regulamento de Sinalização do Trânsito (RST).
É já a partir da próxima segunda-feira, dia 20 de abril, que vão entrar em vigor novos sinais nas estradas e ruas portuguesas, introduzidos pelo novo Regulamento de Sinalização do Trânsito (RST). A informação foi divulgada esta segunda-feira pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que lançou a campanha 'Novos sinais, maior segurança' para dar a conhecer as alterações na sinalização.
“No próximo dia 20 de abril entra em vigor a primeira grande revisão ao Regulamento de Sinalização do Trânsito (RST) aprovado pelo Decreto Regulamentar n.º 22 -A/98, de 1 de outubro, que visa o aperfeiçoamento e a atualização da sinalização rodoviária em conformidade com o Código da Estrada e em alinhamento com o Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária — PENSE 2020”, explica a ANSR, acrescentando que será introduzido o sinal de zona residencial ou de coexistência, que indica a entrada numa zona de coexistência, concebida para a utilização partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito.
“A implementação destas zonas, de uma forma tecnicamente suportada, contribui para a melhoria da segurança rodoviária dentro das localidades, nomeadamente dos utilizadores vulneráveis”, explica.
Serão também introduzidos novos sinais de informação, novos símbolos de indicação turística, geográfica, ecológica e cultural, bem como a representação gráfica dos sinais dos condutores, dos agentes reguladores do trânsito e dos sinais luminosos.

Veja aqui todos os novos sinais de trânsito.
«i»

sábado, 11 de abril de 2020

Comunicado do Presidente da Câmara de Alpiarça



Caros(as) amigos(as),

Na informação referente ao dia de hoje, sábado, o concelho de Alpiarça MANTÉM o registo dos mesmos 6 casos CONFIRMADOS dos últimos dias de pessoas infectadas com CoVid-19, situação verificada após o habitual contacto de há pouco com a Autoridade Pública de Saúde (apesar destes serem os únicos dados confirmados pela APS, o Relatório diário da Situação para o dia de hoje divulgado pela DGS, que também vos disponibilizo na foto, apresenta para Alpiarça menos um caso de CoVid-19 -- 5 casos).

Os casos representam situações estáveis, com o devido acompanhamento e contacto regular com a Autoridade Pública de Saúde e com os serviços da Câmara Municipal de Alpiarça.

Mantenho o desejo de rápidas MELHORAS e total RECUPERAÇÃO às pessoas afectadas.

Renovo todos os anteriores apelos à PREVENÇÃO e à adopção por cada um das devidas medidas de PROTECÇÃO de forma a evitar a infecção e a conter o CoVid-19.

Continua a ser MUITO IMPORTANTE FICAR EM CASA, manter o DISTANCIAMENTO SOCIAL e NÃO ALIMENTAR O ALARMISMO, sem prejuízo da desejável COLABORAÇÃO de todos.

Nas situações em que seja mesmo inevitável a saída para garantir o abastecimento de produtos essenciais -- e não se considere justificado recorrer aos SERVIÇOS DE APOIO DO MUNICÍPIO -- é fundamental QUE NÃO SEJAM OS MAIS IDOSOS NEM AS PESSOAS CUJA SITUAÇÃO EM TERMOS DE SAÚDE SEJA DE RISCO a fazê-lo.

PROTEJAM-SE!
CONTEM CONNOSCO !
Um bom sábado... em casa.

Um abraço,
Mário Fernando Pereira

quarta-feira, 8 de abril de 2020

"A Biblioteca ao seu Encontro" - Covid-19 | #FiqueEmCasa! Que nós entregamos à sua porta o que deseja ler, ver ou ouvir!




Pedido de empréstimo:
.
- Aceda ao catálogo on-line em: https://biblioteca.cm-alpiarca.pt/
- Além da pesquisa pode consultar as novidades aqui
- Aceda à sua "Área de Leitor" e faça sua reserva.
. 
Em alternativa, pode contactar-nos através do e-mail biblioteca@cm-alpiarca.pt
ou pelo telefone 243 559 110 (dias úteis das 9h30 às 18h00) e indicar-nos os títulos dos livros, DVD's ou CD's que pretende requisitar.
.
Os procedimentos no manuseamento dos documentos, tanto no ato de entrega como de recolha/devolução, serão da responsabilidade da Biblioteca Municipal de Alpiarça. Ambos irão obedecer às medidas de segurança recomendadas para estes contextos.
. 
Informações mais detalhadas da iniciativa e dos procedimentos, podem ser consultadas aqui 

sábado, 4 de abril de 2020

ALPIARÇA PRODUZ VISEIRAS DE PROTEÇÃO PARA UTILIZAÇÃO DE BOMBEIROS E PROFISSIONAIS DA SAÚDE E DE SERVIÇOS ESSENCIAIS



Os serviços do Município de Alpiarça estão desde há vários dias a produzir viseiras de proteção em impressora 3D que estão já a ser distribuídas pelo corpo de Bombeiros Municipais de Alpiarça e que serão de seguida entregues aos profissionais do Centro de Saúde, dos lares e dos serviços essenciais da autarquia.
A produção destes materiais segue ao ritmo que é tecnicamente possível (mais ou menos 1 viseira produzida por cada hora) e de acordo com a disponibilidade da matéria-prima necessária.
A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) está também a produzir este tipo de equipamento de proteção para cedência prioritária ao Hospital Distrital de Santarém, utilizando as impressoras 3D do projeto PiiCiE LT.
CMA

sexta-feira, 3 de abril de 2020

APELO À POPULAÇÃO DE ALPIARÇA



Os nossos trabalhadores de recolha de resíduos e higienização do espaço público continuam na linha da frente para garantir a prestação do serviço.
Para que estes trabalhadores possam continuar a desempenhar as suas funções da melhor forma, e possam ser salvaguardados o seu bem estar e o das suas familias, solicito o apoio, a colaboração e o respeito de todos nós.

As nossas equipas de recolha têm-se deparado com deposição de sacos de lixo no chão junto aos contentores verificando-se que os mesmos ainda se encontram com capacidade disponível. A deposição no chão, contribui para promover a sujidade do espaço público e coloca sérios problemas de higiene e de risco para a saúde.
Estas equipas que diariamente saem à rua no desempenho das suas funções para que todos possamos ultrapassar este momento de pandemia são imprescindíveis.

Tendo em conta as medidas de mitigação do coronavírus, adote cuidados reforçados no acondicionamento dos resíduos sólidos urbanos:
Coloque os resíduos em sacos bem fechados para evitar fugas ou derrames e deposite-os dentro do contentor.
Nunca deposite resíduos indiferenciados ou seletivos fora dos contentores existentes.
Em virtude da pandemia faça a deposição do lixo a partir das 18h00, evitando desta forma que os detritos permaneçam na via pública por períodos prolongados.
Neste período particularmente sensível no que respeita à mitigação do Covid-19, evite a deposição na via pública de detritos volumosos, vulgarmente designados de “MONOS”, bem como de resíduos verdes.

Sugerimos que lave e desinfete as mãos depois de depositar os seus resíduos. Seja previdente e solidário.
A manutenção da recolha dos resíduos nunca foi tão importante como no atual momento.
A colaboração de todos é crucial, adotem comportamentos solidários e responsáveis.

Juntos vamos conseguir !!!
O Vereador do Pelouro
Carlos Jorge Pereira


CAF DE PÁSCOA 2020 | PLATAFORMA ONLINE




CAF DE PÁSCOA 2020 | PLATAFORMA ONLINE
EXPLORE COM OS SEUS FILHOS E PARTILHE NAS REDES SOCIAIS COM OS SEUS AMIGOS E FAMÍLIA!

O Município de Alpiarça desenvolveu através do seu Gabinete de Educação, no âmbito da CAF Páscoa 2020, uma plataforma que promove atividades online, dada a impossibilidade de estas serem realizadas presencialmente.

Neste momento de contingência em que as Escolas estão fechadas e devemos manter-nos sempre em casa, é essencial que também tenhamos tempo para brincar. Seja na varanda, no quintal, ou na sala de estar, existem muitas coisas que podemos fazer.

Criámos esta página para que diariamente possamos partilhar atividades, brincadeiras, experiências.
Estamos a fazer tudo o que estiver ao nosso alcance, para que estes dias em casa sejam os melhores de sempre!

VAMOS DIVERTIMO-NOS JUNTOS! CADA UM NA SUA CASA!