A BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ALPIARÇA VAI FESTEJAR MAIS UM ANIVERSÁRIO

VISITE-A


domingo, 19 de fevereiro de 2017

ARTIGO DE OPINIÃO: Começa a campanha mas não começa mais nada

Por:
Rodolfo Colhe
Presidente da Comissão de Juventude
Alpiarcense


Podemos agora dizer que a campanha eleitoral está aí, a ver vamos se não terá a tenda armada mas futurologia não é comigo. O Partido Socialista lançou a sua candidata em primeiro lugar. Nos próximos tempos (e não acredito que demore muito) será oficializada a recandidatura do actual presidente, uma vez que outra coisa não faz sentido, visto que aos seus olhos e do seu executivo estão a fazer um trabalho brilhante (pena não ser aos olhos de mais ninguém) e se tem hipótese de se candidatar vai certamente faze-lo. Não querendo meter o bedelho em casa alheia, certamente o movimento independente ou o PSD sejam juntos ou separados irão também dentro de pouco tempo lançar as suas candidaturas deixando tudo bastante mais concreto tanto para quem tem ligação às anteriores candidaturas como para os restantes Alpiarcenses. Já expressei mais do que uma vez a minha opinião de que para quem gosta de participar activamente na política, as eleições autárquicas são o ponto alto e, espero que o clima que se vai sentir nos próximos meses possibilite a participação do maior número de pessoas possível. De resto as redes sociais já fervem apesar de as intervenções serem praticamente todas de pessoas associadas à mesma força e sem que até agora a CDU faça qualquer uso da mesma. Talvez às vezes a melhor defesa seja mesmo não dizer nada até porque não acredito em descuidos daquelas bandas quando se trata de fazer campanha. Mas actualmente há outros assuntos mais interessantes para serem falados e dentro dos vários existentes falo hoje de um que me é bastante próximo por afinidade profissional. Na última reunião da Câmara Municipal de Alpiarça tivemos a certeza do, já óbvio, fim da equipa sénior de triatlo em Alpiarça. Pessoalmente não me deixa saudades nem acho sequer que fosse necessário uma equipa sénior da modalidade. Sou totalmente a favor da modalidade enquanto formação mesmo sendo ainda um pouco elitista. Mas a questão aqui é outra e mais importante, agora que este projecto falhou e não foi por falta de recursos, não seria altura de tentar uma nova modalidade no concelho e arrisco-me a ser mais específico uma modalidade colectiva para atletas do sexo feminino? Até porque esta é a altura para o fazer, preparando desde já a próxima época. Quanto às modalidades a serem implementadas, claramente, o futsal, andebol e basquetebol poderiam ser atractivos às jovens Alpiarcenses e sinceramente não me parece que fossem excessivamente difíceis de implementar. É mais fácil questionar o porquê de Alpiarça ser um dos poucos concelhos do distrito que não possui uma equipa sénior de futebol do que questionar o porquê de não termos equipas femininas em nenhuma modalidade colectiva. Sendo verdade que existem modalidades individuais onde existem elementos femininos não me parece minimamente justo, sendo até sexista, a não existência da já referida modalidade. Ninguém com bom senso poderá negar que o concelho de Alpiarça está neste momento atrasado a muitos níveis, mas para que esses atrasos sejam ultrapassados é necessário muita vontade e uma excelente análise do que se passa à nossa volta.

Sem comentários:

Enviar um comentário