segunda-feira, 30 de julho de 2018

ARTIGO DE OPINIÃO: Títulos

Por:
RODOLFO COLHE
Presidente da Juventude Socialista
de
Alpiarça


Títulos

Já não é a primeira vez que me sinto um pouco atordoado e até fora de contexto com alguns títulos e com as opiniões que vou lendo na comunicação social de alguns atores políticos e em baixo deixarei apenas alguns pequenos exemplos.
Alguns dias atrás uma notícia no jornal Expresso online tinha um título que é no mínimo discutível tanto do ponto de vista deontológico como da promoção da democracia que na minha óptica os meios de comunicação deveriam aplicar, e trata-se da seguinte pérola “PSD abstém-se e salva a face do Governo nas alterações à legislação laboral”, mas afinal vivemos num país democrático onde os deputados votam consoante a temática ou simplesmente temos um grupo de caciques sentados na mesma sala? Mas o PS deve votar contra tudo o que vem do PSD, CDS, PCP ou BE e o PSD e CDS devem votar contra tudo o que seja proposto pelo PS e partidos a sua esquerda? A expressão “salva a face do Governo” é no mínimo maliciosa e de carga extremamente negra. A pluralidade de opinião é a base da democracia e como tal da ação dos nossos deputados, sentir-me-ia bastante preocupado caso um dia essa pluralidade termine. Devemos aceitar como dado adquirido que as maiorias absolutas serão cada vez mais difíceis de atingir e mesmo que aconteça determinadas alterações devem ter o apoio ou pelo menos o “consentimento” das outras forças, na minha visão da política gosto sempre de ver o PS a entender-se com os partidos à sua esquerda, mas tenho noção que os partidos à esquerda do PS nem sempre estão dispostos a ser realistas e que há necessidade de entendimentos com o PSD nem que seja pelo facto de ser historicamente a par do PS o partido com eleitorado suficiente para ser a força mais votada. Portanto parece-me que os senhores editores dos jornais não deveriam recorrer a títulos do género do acima partilhado com o intuito de criar dúvidas e opiniões erradas, já basta o facto de escolherem 90% dos articulistas com a mesma inclinação política, já basta o facto de só transmitirem parcialmente a informação que vai contra aquilo que diariamente difundem. Uma boa e isenta comunicação social são de uma importância vital para o funcionamento de um país, uma má e tendenciosa comunicação social são uma barreira a um bom funcionamento da democracia.
Um pouco ao jeito de dar uma no cravo e outra na ferradura, apercebi-me de uma declaração bastante curiosa do deputado do PSD Leitão Amaro que passo a citar afirmou que “Costa e Centeno mandam, Jerónimo e Catarina calam”, esta afirmação não é curiosa por vir de Amaro Leitão pois deste senhor deputado espera-se tudo e um par de botas, é sim curiosa porque já todos lemos que o PS era refém do PCP e do BE, às tantas talvez todos os partidos sejam afinal reféns da Democracia.
 As minhas últimas são apesar de já terem passado alguns dias palavras para o falecido Dr. João Semedo, começando por deixar os sentimentos à família e amigos. Diz a gíria popular que no fim de mortos todos são bons, mas este não é de todo o caso, da direita à esquerda todos os partidos com mais ou menos força destacaram as diferentes qualidades do homem e do político sendo que todos coincidiram no facto de ter sido mais que um democrata, um lutador pela democracia, independentemente de se concordar ou não que seja um exemplo para o futuro. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

.

.